Nota de pesar pelo falecimento do Pe. Adriano Pighetti, SJ

Jesuíta morreu na noite de ontem, 11 de novembro, em Fortaleza, Ceará

É com profundo pesar que a Província dos Jesuítas do Brasil comunica o falecimento do Pe. Adriano Pighetti, SJ, às 23h10 de ontem (11/11), aos 95 anos de idade, em Fortaleza (CE). Nascido na Itália, na localidade de Chiavenna (Sondrio), em 03 de outubro de 1927, ele ingressou na Companhia de Jesus aos 19 anos, em 26 de novembro de 1946, na então Província Veneto-Milanesa. Foram 75 anos de dedicação à missão.

O jesuíta chegou ao Brasil no final de 1955, para concluir sua formação em São Leopoldo (RS), para estudar Teologia entre 1956 e 1959. E foi nessa mesma cidade que recebeu sua Ordenação Presbiteral, em 08 de dezembro de 1958. A Terceira Provação ocorreu em Três Poços (RJ), em 1960.

Seu primeiro trabalho como presbítero foi em Teresina (PI), onde trabalhou como Orientador Espiritual e Professor no Colégio São Francisco de Sales, de 1961 a 1971. Em 1972 e 1973, esteve em Roma (Itália) e em Bruxelas (Bélgica), para realizar estudos especiais em Espiritualidade e Psicologia.

Pe. Adriano exerceu a função de Mestre de Noviços em Salvador (BA), das antigas Províncias Nordeste e Bahia, nos anos 1973 a 1983. Nesse período, mais precisamente em 1978, naturalizou-se brasileiro. E, em seguida, já em João Pessoa (PB), foi Orientador Espiritual dos Juniores de 1983 a 1994. Entre 1994 e 2000, esteve em Roma, trabalhando como Orientador Espiritual no Colégio Pio Brasileiro.

Teve uma primeira e breve passagem por Anchieta (ES), nos anos 2001 e 2002, quando colaborou no Centro de Espiritualidade Pe. Anchieta (CESPA) e auxiliou o pároco local.

Voltou à formação nos anos 2002 a 2006, quando esteve em Belo Horizonte (MG), para trabalhar como Orientador Espiritual do Filosofado. Voltou a Anchieta em 2007, permanecendo até 2011. Ali, foi Superior da Comunidade, Coordenador do então Polo Anchieta, Diretor do Centro Inaciano de Espiritualidade (CIES) e colaborador na Paróquia.

Desde 2012, estava em Fortaleza (CE), na comunidade de Saúde e Bem-Estar São Luiz Gonzaga. Enquanto manteve forças, colaborou na Paróquia Cristo Rei, foi consultor na comunidade, diretor do Serviço Inaciano de Espiritualidade (SIES) e orientou os Exercícios Espirituais. Ultimamente, rezava pela Igreja e pela Companhia.

Entre suas principais características, descantam-se a marcante espiritualidade inaciana, sendo um ótimo Orientador espiritual dos jesuítas, de religiosas e do clero diocesano. Foi bom promotor vocacional para a Vida Religiosa, inclusive tendo escrito um livro sobre esse assunto, muito procurado por promotores vocacionais ainda hoje. Seu temperamento era agradável, acolhedor, de trato fraterno e delicado.

Segundo o Ir. José Nelton Alves Barbosa, SJ, que o acompanhou nos últimos momentos, ele faleceu em paz.

A Província do Brasil se solidariza com os familiares do Pe. Adriano Pighetti, jesuítas e amigos.

Velório e Sepultamento em Fortaleza 

A missa de corpo presente será celebrada pelo Pe. Jacques Trudel, SJ, na capela da Comunidade de Saúde e Bem-Estar São Luiz Gonzaga, às 14h30. O corpo será levado, às 15h30, para o Cemitério Parque da Paz, onde ocorrerá o sepultamento às 16h30.