Campanha pede a libertação do jesuíta Pe. Stan Swamy


Na próxima segunda-feira (26), o Pe. Stan Swamy celebra 84 anos de vida. Na data, a  Conferência dos Provinciais da América Latina e do Caribe (CPAL) junta-se à campanha mundial para chamar a atenção da  comunidade internacional em prol da libertação do jesuíta, que está preso desde outubro de 2020, falsamente acusado de ter ligações com movimentos maoístas e ser responsável por uma revolta em 2018.

A campanha consiste no envio de felicitações ao Pe. Swamy. Para isso, a CPAL criou a imagem abaixo para que mensagens de ânimo sejam escritas, impressas e postadas com uma selfie junto as hashtags #StandwithStan #FreeStanSwamy #HappyBirthdayStan #SomosJesuitas.

Além disso, estão previstas outras ações para o dia 26: uma celebração ao vivo organizada pelos jesuítas indianos, às 19h (horário da Índia) e 10h30 (horário de Brasília), chuva de tweets com a tag #HappyBirthdayStan, orações e vários planos em nível de província no país.

Arte para ser impressa e compartilhada com a mensagem de felicitação

Entenda a prisão do Pe. Stan Swamy:

Padre Stan é um jesuíta reconhecido pelo trabalho em defesa dos direitos das pessoas e comunidades marginalizadas, além dos direitos florestais dos Adivasi, no estado de Jharkhand (Índia) por mais de 40 anos. Desde de 8 de outubro de 2020 ele está em uma prisão de Mumbai, falsamente acusado de envolvimento com movimentos maoístas, contrário ao governo do país. Pe. Swamy também é acusado de participar de um incidente em 2018 que resultou em uma morte e vários feridos.

Apesar dos constantes pedidos de jesuítas e de defensores dos direitos humanos de todo o mundo para sua libertação, e do conhecimento de que o padre Stan sofre da doença de Parkinson, as autoridades indianas rejeitaram todas as petições.

Fonte: Conferência dos Provinciais da América Latina e do Caribe (CPAL)