Seminário internacional aborda direitos dos povos indígenas no enfrentamento à pandemia

A atividade faz parte do cumprimento do termo de cooperação entre a Unicap e o TCE de Pernambuco

Foto: Michael Dantas/AFP

A pandemia de covid-19 tem aumentado as tensões na luta pelos direitos dos povos indígenas. É o que aponta o relatório Estratégias de enfrentamento ao novo coronavírus entre os povos indígenas em Pernambuco, lançado em 8 de março de 2021.

O documento é tema de um seminário internacional organizado pela Cátedra Unesco/Unicap Dom Helder Camara de Direitos Humanos, pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-UC) e pela Rede de Monitoramento de Direitos Humanos dos Povos Indígenas em Pernambuco (Remdipe). O evento acontece nesta quarta-feira, 24, às 12h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pela plataforma Zoom https://zoom.us/j/86101943655, ID: 86101943655 e password: 936943. As vagas são limitadas.

As instituições organizadoras do seminário apontam que durante a pandemia, as populações indígenas têm enfrentado, além da omissão e negligência do Estado, a eliminação de medidas de proteção de seus territórios, o que tem favorecido a invasão de suas terras e outros crimes ambientais, como queimadas e desmatamentos.

“Respondendo a essa situação, várias organizações indígenas desenvolveram e implementaram uma série de estratégias de resistência que reforçaram elementos da autogestão e o direito à autonomia”, explica o coordenador da Cátedra, Prof. Manoel Moraes, que é um dos palestrantes do seminário.

A atividade faz parte do cumprimento do termo de cooperação técnica e científica, firmado no ano passado, entre a Unicap e o Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE).  

Palestrantes

Nadejda Marques, investigadora em pós-doutoramento do CES, fará a introdução e apresentará algumas experiências de resistência dos povos indígenas nos Estados Unidos.

Manoel Severino Moraes de Almeida, coordenador da Cátedra Unesco/Unicap Dom Helder Câmara, apresentará sobre a Rede de Monitoramento de Direitos Indígenas de Pernambuco.

Renato Athias, professor do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), apresentará sobre as relações interétnicas no enfrentamento ao novo coronavírus entre os povos indígenas.

Dr. Dirceu Rodolfo de Melo Júnior, presidente do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco,  apresentará sobre a cooperação entre a universidade, TCE e povos indígenas.

Patrícia de Menezes Cardoso, doutoranda do CES, apresentará sobre a experiência dos povos indígenas e quilombolas no enfrentamento da pandemia na região de Ubatuba.

Fonte: Unicap