Unisinos adota tecnologia para monitorar saúde dos colaboradores na pandemia

Batizado de checkCOVID.me, sistema funciona de maneira preventiva

Crédito: Rodrigo W. Blum

Como forma de prevenção à covid-19, o Ecossistema de Inovação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) adotou diversas iniciativas desde março de 2020, período em que teve início o Plano de Contingência Covid-19 da instituição de ensino. Uma dessas ações é realizada em parceria com a Usphera XR. A startup, incubada no Parque Tecnológico São Leopoldo (Tecnosinos), desenvolveu o checkCOVID.me, sistema que permite às empresas monitorar a saúde dos funcionários.

Cerca de 1.800 colaboradores da Unisinos são monitorados por meio da ferramenta. Diariamente, eles preenchem um questionário que contém informações parametrizadas por meio dos protocolos recomendados pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Caso esqueça de preencher por três dias consecutivos, o colaborador recebe um alerta por SMS e por email, com o link para preenchimento.

A gerente de Gestão de Pessoas da Unisinos, Sandra Lissot, vê o sistema como um cuidado adicional em relação à saúde dos colaboradores da universidade. De maneira preventiva, é possível identificar potenciais situações de risco. No momento em que um colaborador reporta algum sintoma, o sistema envia automaticamente um SMS para a gestora. “Entramos em contato direto para fazer o rastreamento da situação. Trabalhamos questões de prevenção e passamos orientações sobre os cuidados a serem seguidos até o resultado da testagem. Além disso, pedimos para que permaneça em home office aguardando o resultado do teste, pois pode ser um vetor de transmissão. Este é um trabalho de orientação, prevenção e acolhimento neste momento tão complexo”.

Apesar da importância da ferramenta, como forma de monitorar a situação da comunidade universitária, Sandra explica que a adesão dos colaboradores ainda é um dos principais desafios a serem enfrentados. “Estamos fazendo um esforço para que todos incluam na sua rotina diária o preenchimento das informações. Incluir no hábito é o grande desafio”.

De acordo com a co-founder da Usphera XR, Andréia Martins, neste momento crítico da pandemia, o checkCOVID.me pode ser um importante aliado para o monitoramento dos sintomas. “Como é um processo novo, precisamos ensinar às pessoas a importância da saúde coletiva. A plataforma permite o monitoramento. Mas, também contribui para que a saúde da comunidade seja melhor. A Unisinos fez esse trabalho muito bem, pois conseguiu levar  informações para seus funcionários”.

A executiva conta que a ferramenta também pode auxiliar as empresas e seus colaboradores no retorno gradual às atividades. “Se um funcionário identificar que está com sintomas, a empresa vai poder monitorar. O colaborador vai se sentir acolhido e todas as pessoas com quem ele teve contato vão estar protegidas. O sistema auxilia a mapear e informar as pessoas com quem teve contato”.

A enfermeira do Trabalho na Saúde Ocupacional da Unisinos, Rosana Schaeffer Zeferino, também concorda que o uso da plataforma dá mais segurança aos trabalhadores. “Fazemos um monitoramento permanente. Vemos quem são os funcionários que preencheram, como está a saúde, qual o setor com mais casos. Se o colaborador está trabalhando presencialmente ou de forma remota”, conclui.

Fonte: Unisinos