Aluno da Unicap é selecionado para intercâmbio no STF

Universitário terá contato com processos de trabalho da Corte e aulas com juristas renomados

Henrique Lessa de Souza, estudante do curso de direito da Unicap

O estudante Henrique Lessa de Souza, 21 anos, do curso de direito da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), é um dos selecionados para a primeira edição do Programa de Intercâmbio do Supremo Tribunal Federal (STF), destinado a estudantes de graduação e pós-graduação de todo o país. Ao todo, a iniciativa recebeu 250 inscrições.

Uma das etapas do concurso intitulado Por Dentro do Supremo foi a análise de um ensaio produzido pelos candidatos e submetido à comissão julgadora do intercâmbio do STF e que teve como tema A atuação da Corte durante a covid-19. “Dentro desse contexto, você ficava livre para escolher um assunto. Eu escrevi um texto que fazia uma relação da atuação do Supremo durante a pandemia de covid-19 e durante o período da epidemia de varíola, quando o Supremo decidiu pela obrigatoriedade da vacina e, recentemente, houve uma decisão muito parecida diferenciando, inclusive, a vacinação obrigatória da vacinação forçada”, explicou o estudante.

O aluno da Unicap enviou o ensaio junto com uma carta de motivação justificando a participação no intercâmbio. “Já entrei na Universidade com o desejo de ser juiz e quis fazer esse curso para ter experiência no órgão superior do Poder Judiciário.” A primeira edição do programa será realizada entre os dias 9 e 11 de março, integralmente de forma virtual, em razão da necessidade de distanciamento social imposta pela pandemia. Dentre as atividades previstas, destacam-se aulas magnas com juristas e figuras renomadas da história do STF, o acompanhamento de sessões de julgamento e debate com assessores dos ministros sobre os principais itens da pauta.

A trajetória acadêmica também fez parte das razões que levaram o estudante, do 8º período, a participar da seleção. Ele conta que gosta muito das áreas constitucional e cível e que já fez estágio na área em um escritório particular de advocacia. Além disso, ainda no terceiro período, Henrique foi aprovado em um concurso para estagiar na defensoria pública, mas não entrou por incompatibilidade de horário entre o estágio e as aulas. No entanto, não demorou muito tempo e o estudante passou em outro concurso para estagiar na Justiça Federal. “Trabalho na 10ª Vara auxiliando juízes e trabalho dentro daquilo que eu quero para mim no futuro”, disse Henrique.

Os resultados profissionais são fruto de uma metodologia baseada no foco. O estudante conta ainda que a estrutura oferecida pela Unicap também faz a diferença. “Principalmente a biblioteca. Desde o começo eu ficava alguns dias lá à tarde. Um local muito tranquilo e organizado, com muitos livros à disposição. De todas as bibliotecas de universidades que eu conheci no Brasil, eu não vi nenhuma melhor que a da Unicap”, frisou. 

Além dos assuntos relativos às disciplinas, ele contou que aprofundava alguns temas de seu interesse e que depois passou a se preparar para concursos de estágio. “Dessa forma, eu já me preparo para concursos para quando eu terminar a universidade”.  Henrique também destacou outro grande diferencial da Unicap: o corpo docente “é excelente”. Adriana Rocha e Felipe Sarinho “foram pessoas que me motivaram para o assunto”, diz ele se referindo ao Direito Constitucional. “Há também professores de outras áreas que me motivam a ter pensamento crítico, como Maria Rita, de Direito da Família; Catarina Almeida, de Direito Civil”, pontuou. 

Com informações do portal da Unicap