Nota de pesar pelo falecimento do Pe. Geraldo Coelho de Almeida

Jesuíta foi um dos maiores estudiosos da história da Companhia, com mais de 60 anos dedicados

A Província dos Jesuítas do Brasil lamenta a morte do Pe. Geraldo Coelho de Almeida, SJ, nessa segunda-feira (11/01), em Salvador (BA). O jesuíta foi um dos maiores estudiosos da história da Companhia de Jesus na Bahia. Sua ligação com a Ordem religiosa começou como estudante do Colégio Antônio Vieira (CAV), instituição onde mais tarde exerceu a função de diretor administrativo e reitor do Santuário Nossa Senhora de Fátima.

Após sua passagem pelo CAV, Pe. Geraldo foi ser reitor do Pontifício Colégio Pio Brasileiro em Roma (Itália). Porém, mesmo distante, acompanhava a trajetória do colégio, sendo muito querido por alunos, familiares e toda comunidade educativa da instituição. Uma relação de carinho de mais de 60 anos, como ele gostava de ressaltar. Nos últimos anos, estava à frente da Paróquia de São Cristóvão, em Capim Grosso, interior baiano.

Pe. Geraldo nasceu em 19 de janeiro de 1940 e, aos 22 anos, entrou para a Companhia de Jesus, sendo ordenado em 1972. Vítima de ataque cardíaco, o jesuíta sempre será lembrado pela fidelidade a Deus no decorrer da sua vida missionária.

Nesse momento de dor, a Província do Brasil se solidariza com os familiares do Pe. Geraldo, jesuítas e amigos. E buscando inspiração nas palavras do Papa Francisco, pede: “Nesta fé, podemos nos consolar uns aos outros, sabendo que o Senhor venceu a morte de uma vez por todas. Os nossos entes queridos não desapareceram na escuridão do nada: a esperança nos assegura que eles estão nas mãos boas e fortes de Deus. O amor é mais forte que a morte. “

 

Fonte: Colégio Antônio Vieira (Salvador/BA)