Unicap inaugura primeira Cátedra Laudato Si’ do Brasil

A iniciativa responde diretamente a todo movimento global protagonizado pelo Papa Francisco

A Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) lançou a primeira Cátedra Laudato Si’ do Brasil. A ação aconteceu durante a programação da VII Semana Socioambiental da Unicap e fez parte das comemorações dos 77 anos da instituição de ensino jesuíta.

A atuação da Cátedra será multidisciplinar com base no principal eixo da Encíclica do Papa Francisco: a Ecologia Integral da qual faz parte a Justiça Socioambiental. De acordo com o pró-reitor de assuntos comunitários, Pe. Lúcio Flávio Ribeiro Cirne, a Cátedra funcionará de forma articulada com o Instituto Humanitas Unicap (IHU), com a Cátedra Dom Helder de Direitos Humanos e com os cursos que têm atuado na Agenda Socioambiental da Universidade. 

“A Cátedra Laudato Si’ vai buscar parcerias com instituições e organismo acadêmicos, movimentos sociais e populares para pensar, refletir e agir em torno da questão socioambiental e como dar uma resposta ao cuidado da nossa Casa Comum”, explicou Pe. Lúcio Flávio.

As atividades serão desenvolvidas no âmbito do ensino, pesquisa e extensão “em articulação com os diversos cursos e saberes da Universidade. Externamente vamos articular convênios com instâncias acadêmicas locais, regionais, nacionais e até internacionais”, completou Pe. Lúcio com perspectiva de parceria com a Associação de Universidades Confiadas à Companhia de Jesus na América Latina (Ausjal).

Durante a solenidade de lançamento, o reitor padre Pedro Rubens fez referência ao pronunciamento do Papa Francisco por ocasião da 75ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), na qual o Pontífice chamou a atenção para a ‘perigosa situação’ da Amazônia e reafirmou que a emergência ambiental está ‘intimamente ligada à crise social’.

Padre Pedro afirmou que a pandemia acentuou a relação entre as crises social e ambiental, “além de relacionar com a crise política, agravando a situação e, ao mesmo tempo, ampliando a nossa responsabilidade. A Encíclica Laudato Sí’ nos convida, portanto, a uma agenda responsável e a uma ampla reestruturação social por meio da formação ‘de uma consciência comum…. que constitui um desafio ao mesmo tempo cultural, espiritual e educativo’ (LS, 202) e, assim, o líder mundial refere-se mais diretamente ao mundo acadêmico enquanto meio privilegiado para uma ‘educação ambiental’ capaz de conseguir uma ‘cidadania ecológica’ (210-211)”, afirmou o reitor citando trechos da Encíclica.

A coordenação da Cátedra Laudato Si’ ficará por conta do secretário executivo do Observatório Nacional de Justiça Socioambiental Luciano Mendes de Almeida (Olma) e docente do Centro de Ciências Sociais da Unicap, Luiz Felipe Lacerda. Confira a seguir a entrevista do Prof. Dr. Luiz Felipe concedida ao Boletim Unicap:

Como vai ser o funcionamento da Cátedra?

Luiz Felipe Lacerda – A Cátedra funcionará como um espaço de alto nível de produção do conhecimento, nos campos do ensino, da pesquisa e da extensão, buscando canalizar as potencialidades e as ações já produzidas em diferentes setores e escolas da Unicap, assim como a consolidação de cooperações técnico-científicas com instituições de ensino superior, nacionais e internacionais. Além disto, a Cátedra busca ser um elo que possibilite o diálogo entre diferentes saberes, do campo acadêmico e do campo social e popular.

Já há alguma iniciativa ou projeto que será executado de imediato ou a curto prazo?

L.F.L – O Instituto Humanitas, com apoio do Olma e da Cátedra de Direitos Humanos, está iniciando o I Curso de Extensão em Ecologia Integral e Justiça Socioambiental. Ele é um piloto de ações a que se pretende a Cátedra, nele inserem-se muitos professores, lideranças populares e temáticas ligadas a Laudato Si’ e, portanto, pertencentes ao universo da Cátedra. Para 2021, já se estimam cursos, grupos de estudos e pesquisas científicas desenvolvidos pela Cátedra.

Quais ações serão adotadas nesse engajamento inicial da comunidade acadêmica da Unicap na Cátedra?

L.F.L – Existem muitos setores da Unicap que já desenvolvem ações vinculadas às questões socioambientais. A ideia é alinhar o diálogo inicial com os professores que já integram a Cátedra de Direitos Humanos, com a Pró-Reitoria de Pós-Graduação,  com docentes e acadêmicos diretamente vinculados a Agenda Socioambiental e outras ações ligadas ao Instituto Humanitas. Após esses diálogos iniciais poderemos ter um panorama geral de interesses e convergências possíveis.

Para assistir o lançamento na íntegra, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=J1Rk03uAM1Y