Em setembro, Papa Francisco pede oração pelo meio ambiente

O novo Vídeo do Papa nos convida a cuidar dos recursos do planeta com responsabilidade

No mês de setembro, o Vídeo do Papa é dedicado ao Respeito pelos recursos do planeta. Na mensagem, o Santo Padre confia a toda a Igreja a intenção de oração “para que os recursos do planeta não sejam saqueados, mas partilhados de forma justa e respeitosa. Não ao saque, sim à partilha”. A mensagem do Papa Francisco sobre o cuidado da criação é contundente: “Estamos espremendo os bens do planeta. Espremendo-os como se fosse uma laranja”.

No âmbito do Tempo da Criação, celebrado de 1º de setembro a 4 de outubro, e no 5º aniversário da Encíclica Laudato Si’, o Pontífice alerta sobre a “dívida ecológica” causada por “países e empresas do Norte que enriqueceram explorando dons naturais do Sul,” e questionou: “Quem pagará essa dívida?”

Nesse contexto, Francisco afirma que a dívida ecológica “é ampliada quando multinacionais fazem fora de seus países o que elas não têm permissão para fazer nos seus”, acrescentando que essa conduta “é ultrajante”.

Dando continuidade, o Santo Padre conclamou que “hoje, não amanhã, hoje, temos que cuidar da Criação com responsabilidade”.

Desafio para a humanidade e para toda a Igreja

Para dar um exemplo da desproporção dos recursos, alguns relatórios internacionais indicam que quase um bilhão de pessoas vão dormir com fome todas as noites. Não porque não haja comida suficiente para todos, mas por causa da profunda injustiça na maneira como a comida é produzida e distribuída. Entre as causas, estão o aumento do poder empresarial na produção de alimentos, a crise climática e o acesso injusto aos recursos naturais, o que afeta a capacidade das pessoas de cultivar e comprar alimentos. Essa situação é especialmente prejudicial para as mulheres, que trabalham mais na agricultura do que em qualquer outro setor e produzem grande parte dos alimentos do mundo. Por outro lado, em um relatório sobre as indústrias extrativistas, a Organização das Nações Unidas (ONU) indicou que elas apresentam desafios particulares tanto aos Estados frágeis quanto aos países em desenvolvimento. A exploração de recursos naturais não renováveis, incluindo petróleo, gás, minerais e madeira, tem sido frequentemente identificada como um dos fatores desencadeadores, impulsionadores ou sustentadores de conflitos violentos em diferentes partes do mundo.

Rede Mundial de Oração do Papa

O padre jesuíta Frédéric Fornos, diretor internacional da Rede Mundial de Oração do Papa, por sua vez, declarou: “Nestes tempos de pandemia, estamos mais conscientes, como o Santo Padre já disse várias vezes, da importância de nossa Casa Comum, o que nos recorda a necessidade de cuidar dos bens do planeta. Em maio deste ano, ele enviou um mensagem para a Semana Laudato Si, convidando-nos todos a “responder à crise ecológica, ao grito da terra e ao grito dos pobres”. O ano de 2020 é o ano do quinto aniversário desta encíclica dedicada ao cuidado do lar comum: hoje mais do que nunca temos que ouvir esse clamor e promover concretamente, com um estilo de vida pessoal e comunitário sóbrio e solidário, uma ecologia integral. Vamos rezar por isso, porque é um caminho de conversão.”