Em live, Provincial faz reflexão sobre as Preferências Apostólicas Universais

Programação especial faz parte das comemorações pelo Mês Inaciano

As comemorações pelo Mês Inaciano continuam e na quinta-feira, 23, a Rede Servir  promoveu mais uma live do Projeto Vida e Espiritualidade de Inácio – Reflexões para os nossos dias. O tema do encontro foi As Preferências Apostólicas Universais no contexto da Província do Jesuítas do Brasil e o convidado para refletir sobre o assunto foi o Pe. Mieczyslaw Smyda, Provincial dos Jesuítas do Brasil.

O jesuíta propôs uma reflexão e uma meditação, com base na perspectiva inaciana, sobre o que são e quais são as Preferências Apostólicas e como elas se inserem no nosso contexto. Salientou que as Preferências inspiram os jesuítas no discernimento e no planejamento apostólico e são formas de servir a Igreja e de buscar oferecer o maior serviço divino e bem universal. São elas: 

1. Mostrar o caminho para Deus através dos Exercícios Espirituais e do discernimento.

2. Caminhar com os pobres, os descartados do mundo, os vulneráveis em sua dignidade em uma missão de reconciliação e justiça.

3. Acompanhar os jovens na criação de um futuro promissor.

4. Colaborar no Cuidado da Casa Comum.

Pe. Smyda ressaltou que, nos próximos dez anos, a Companhia de Jesus se propõe a deixar-se guiar pelas quatro Preferências Apostólicas Universais, como um grande horizonte e perspectiva, nos mostrando “por onde devemos caminhar e, ao mesmo tempo, o que devemos fazer para discernir de fato aquilo que Deus nos pede”.

Na ocasião, o jesuíta recordou as palavras do Papa Francisco na carta endereçada ao Superior Geral da Companhia de Jesus, Pe. Arturo Sosa. 

“(…) o processo que a Companhia de Jesus fez para chegar às Preferências Apostólicas Universais para os próximos anos foi um caminho, um real discernimento dinâmico e não um resultado de um trabalho de biblioteca ou laboratório. (…) as preferências propostas estão em sintonia com as atuais prioridades da Igreja expressas através do magistério ordinário do Papa, dos Sínodos e das Conferências Episcopais, sobretudo a partir da Evangelii Gaudium”.

Pe. Smyda enfatizou a primeira Preferência Apostólica, reforçando com as palavras do Pontífice: “a primeira Preferência é capital porque tem como condição de base o trato do jesuíta com o Senhor, a vida pessoal e comunitária de oração e discernimento”. E afirmou: “Sem esta atitude orante tudo o mais não funciona”. 

O Provincial se deteve na primeira Preferência Apostólica, “mantendo a perspectiva de reconciliação, de pontes e de ultrapassagem de fronteiras propostas pelas Congregações Gerais, para quem sabe, juntos com vocês, delinearmos princípios e linhas de comprometimento e discernimento, para trazer saúde e inteireza a esse corpo doente e dilacerado do nosso mundo, porém, o mundo também muito amado, o mundo perdoado e o mundo cuidado por Deus”.

Ainda na perspectiva da primeira Preferência Apostólica, o Provincial ressaltou que nós, hoje, somos chamados a servir, somos chamados a mostrar para aqueles que não conhecem ou não conseguem por conta própria, o caminho para Deus.

“Nós, hoje, somos padioleiros equipados com nossa espiritualidade e nosso discernimento orante.  Como inacianos, temos essas ferramentas e não podemos guardá-las para nós”.

Pe. Smyda também destacou que a Companhia de Jesus no Brasil está tendo a oportunidade de construir o seu novo Plano Apostólico para o período de 2021 a 2026. Trata-se de um instrumento importante para a vida missionária da Província, pois estabelece o horizonte comum para a atuação e segue as mesmas diretrizes da Companhia universal. 

“Estamos em processo de discernimento orante para vermos o que a Companhia de Jesus do Brasil pode realizar a mais e o que Deus quer de nós na Igreja e no Brasil como nosso país de tanta gente que busca a vivência espiritual, que busca o caminho de Deus, que busca a vida plena. Em setembro, devemos terminar a primeira fase, para podermos iniciar a segunda e discutir com todos que queiram nos ajudar. Por onde devemos atuar no concreto? Na educação, na espiritualidade, nas paróquias, no social, com a juventude e, principalmente, abrangendo a todas as questões onde os outros não vão. Nós, como Companhia, queremos nos dispor, caminhar e ajudar ao próximo. Mas, acima de tudo, queremos ensinar e conduzir pelo caminho que o Espírito Santo nos mostra”, afirmou o Provincial.

Mediada pelo jesuíta e estudante de teologia, Davi Caixeta, a live foi transmitida pelas redes sociais da Província dos Jesuítas do Brasil e contou com a interação entre o Pe. Smyda e o público por meio de perguntas e respostas. Para quem não assistiu ou deseja assistir novamente, a  gravação da transmissão ao vivo está disponível. Assista a seguir.