Em cerimônia simples, Unicap forma primeiro profissional de Medicina

Profissional será mais um a atuar no combate à pandemia de covid-19

A Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) viveu um momento histórico com a colação de grau do primeiro médico formado pela instituição. A solenidade, realizada no dia 5 de maio, formou Carlos André Arcoverde Urquiza que fez parte da turma 01, iniciada em 2014, e recebeu autorização especial do Ministério da Educação que permite às Instituições de Ensino Superior antecipar, em um semestre, a formatura de profissionais da área de Saúde visando reforçar o combate à pandemia de covid-19.

Estiveram presentes na cerimônia simples, realizada na recepção do prédio da Reitoria, padre Pedro Rubens, reitor da universidade, o pró-reitor de Graduação e Extensão, Degislando Nóbrega; a pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação, Valdenice José Raimundo; o pró-reitor Administrativo, Márcio Waked. Também participaram o diretor do Centro de Ciências Biológicas e Saúde, Luiz Vital Cunha, e o coordenador do curso de Medicina, Tiago Feitosa de Oliveira. Todos respeitando as normas de distanciamento social e usando máscaras.

Padre Pedro ressaltou as circunstâncias em que se deu o evento e a importante contribuição do curso de Medicina da Unicap para o momento atual. “Você será um profissional de saúde num outro contexto que marca e não permite que façamos a festa que deveríamos fazer nesse momento de conquista. A Católica gastou sete décadas para decidir abrir este curso. A nossa aposta nesta qualidade acadêmica é que ela seja um ponto de partida para a excelência humana no exercício dessa profissão, nunca tão importante como hoje”, disse o reitor.

Na companhia da esposa, Lara Marques, e da filha Isa Arcoverde, Carlos André recebeu de padre Pedro um equipamento de proteção individual (EPI), que representou a tradicional beca. Emocionado, disse algumas palavras em agradecimento. “Eu agradeço à Unicap por ter nos acolhido nesses seis anos, por ter sido compreensiva com este momento que nós vivemos, com este apelo da sociedade em formar mais médicos que possam auxiliar o combate à pandemia. Farei tudo o que for possível, ao longo da minha carreira como médico, para levar o nome da Unicap e representar, da melhor forma possível, essa instituição”, disse o agora médico.

Fonte: Unicap