Nota de pesar pelo falecimento de Pe. Aloysio Bohnen

O jesuíta foi reitor da Unisinos por cinco gestões consecutivas, de 1986 a 2005

 

Faleceu no sábado (18/04), o padre Aloysio Bohnen, aos 83 anos, em São Leopoldo (RS). Nascido no município gaúcho de Três de Maio, em 26 de junho de 1936, o jesuíta teve sua história de vida ligada à da Unisinos – Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Exerceu as funções de reitor da instituição por cinco gestões consecutivas, entre 1986 e 2005, e de vice-reitor de janeiro de 2006 a novembro de 2007.

Ainda na Unisinos, foi coordenador do curso de Formação Teológica – 1974; chefe do Centro Religioso; assessor de Planejamento do vice-reitor Administrativo; vice-reitor Administrativo Adjunto – 1979-1981; vice-reitor Administrativo Interino – dez/1983 a mar/1984; coordenador adjunto de Pós-Graduação e Pesquisa – ago/1983 a ago/1984; coordenador geral de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão – ago/1984 a dez/1985; curador do Memorial Jesuíta e diretor do Instituto Anchietano de Pesquisas da Unisinos – 2009 a 2014; diretor da Biblioteca – 2011 a 2014.

Pe. Aloysio Bohnen entrou na companhia em 28 de fevereiro de 1959, sendo ordenado em 20 de dezembro de 1969. Bacharel em Filosofia e em Ciências Econômicas, sendo ainda licenciado Eclesiástico em Filosofia e em Teologia. Em 1974, concluiu o doutorado em Ciências Sociais na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma (Itália). Além de publicar dezenas de artigos em revistas da Unisinos, o jesuíta é também autor do livro Doutrina Social Cristã (editora Meridional EMMA, 1968), entre outros.

Desde o ano passado, Pe. Aloysio Bohnen enfrentava problemas de saúde. O velório e o sepultamento foram restritos aos colegas jesuítas do Instituto São José (Casa de Saúde), em observância às orientações relativas à pandemia. A celebração de uma missa póstuma será agendada oportunamente.

Fonte: site Unisinos

Foto: Unisinos