Mosteiro de Itaici acolherá profissionais de saúde durante o período da pandemia da Covid-19

Medida começou a valer nesta segunda-feira, 30/03

A Casa de Retiros Mosteiro de Itaici, em Indaiatuba (SP), abriu as portas nesta segunda-feira, 30/03, para acolher profissionais da saúde que estão trabalhando no combate à pandemia da Covid-19 (coronavírus) no município.

A medida visa atender os trabalhadores que não podem voltar para suas residências, seja por trabalharem longe de casa, seja para evitar a disseminação da Covid-19, caso entrem em contato com o vírus, conforme explica o diretor do Mosteiro, padre Adilson Silva. “Muitos profissionais da saúde têm pais idosos, filhos pequenos ou têm mulheres grávidas e, apesar de estarem na linha de frente, temem por suas famílias. Não há hotéis ou pousadas para se hospedarem e muitos têm ficado na casa de amigos ou em apartamentos compartilhados com outros trabalhadores. O espaço é para que possam descansar entre um turno e outro e também para acolher os profissionais sob suspeita de contágio e que aguardam a confirmação dos resultados de análises clínicas”. 

Ao todo, 117 dormitórios foram colocados à disposição. O final de semana foi todo dedicado à preparação, aos cuidados e ao isolamento das áreas do Mosteiro. A ação é voluntária e atende a uma solicitação feita pela Prefeitura Municipal de Indaiatuba. 

“Não estamos cobrando diárias. É uma maneira de contribuir e ajudar nossa cidade e o Brasil neste momento difícil que atravessamos. A Companhia de Jesus, durante a história de sua existência, sempre foi marcada pelo espírito de solidariedade e compromisso com a vida. Seguimos o Evangelho e nos colocamos abertos para partilhar nossos bens e conhecimento”, afirmou Pe. Adilson.

A triagem e lista de profissionais para hospedagem, assim como a permanência e deslocamento do Mosteiro estão sendo administrados pela Secretaria Municipal de Saúde, que terá uma equipe de acompanhamento  o tempo todo no local.

Segundo o diretor do Mosteiro, não há um prazo pré-definido para o fim da parceria. Tudo vai depender do avanço ou da contenção do vírus, conforme determinações do Ministério da Saúde. 

Quando perguntado sobre como as obras da Companhia de Jesus podem ajudar nesse momento tão complicado em que passa o país e o mundo, Pe. Adilson destacou: A Companhia de Jesus está espalhada por todo Brasil. Cada estado tem incidências diferentes do vírus. Acredito que as obras ou residência da Companhia devem fazer essa pergunta e, dentro da possibilidade e da região onde estão, buscar meios de ajudar e incentivar as pessoas a fazerem o mesmo, sempre observando os meios de prevenção. Outra grande ajuda é a assistência espiritual, que muitos já fazem, dando encorajamento e apoiando na fé com mensagens, vídeos espirituais, missas pela internet, atendimentos pelas mídias sociais, entre outros”.

Diante da pandemia causada pelo coronavírus, as instruções da OMS (Organização Mundial de Saúde) e do Ministério da Saúde são claras: precisamos manter uma postura de isolamento social. No entanto, mesmo que estejam fisicamente distantes, os fiéis católicos podem elevar o coração a Deus e fortalecer a fé durante esse período. O Mosteiro de Itaici, por exemplo, tem utilizado a internet para compartilhar reflexões do Evangelho, conforme contou Pe. Adilson. “Aqui, no Mosteiro, criamos um vídeo que circula todos os dias chamado Mosteiro em Oração, uma pequena reflexão do Evangelho diário, já que suspendemos nossas celebrações diárias com participação do povo de Deus. Que todos, acima de tudo, rezem a Deus e colaborem com as recomendações da área de saúde. Afinal, prevenção também é um gesto de solidariedade”, ressaltou o jesuíta.