Papa Francisco convida católicos a celebrarem a Semana Laudato Si’

Iniciativa marca comemoração de cinco anos da publicação da Carta Encíclica

O Papa Francisco convidou os católicos de todo o mundo a celebrarem a Semana Laudato Si’, que acontece entre os dias 16 e 24 de maio. A data marca o quinto aniversário da publicação da Carta Encíclica sobre o cuidado com a Casa Comum. “Que tipo de mundo queremos deixar para aqueles que nos sucedem, as crianças que estão crescendo? Motivado por essa pergunta, gostaria de convidá-los a participar da Semana Laudato Si’”, afirma o Pontífice, em uma mensagem de vídeo publicada pelo Vaticano.

“Renovo o meu chamado urgente por uma resposta à crise ecológica. O grito da terra e o grito dos pobres não aguentam mais. Cuidemos da criação, dom de nosso bom Deus criador. Celebremos juntos a Semana Laudato Si’. Que Deus os abençoe e não se esqueçam de rezar por mim”, disse ainda o Santo Padre.

De acordo com o Vaticano, trata-se de uma iniciativa concreta para que as paróquias, comunidades religiosas, dioceses, escolas e outras instituições católicas reflitam e aprofundem seu engajamento com a Encíclica.

As comunidades são convidadas a avaliar as ações que já foram colocadas em prática e a se comprometerem a dar o próximo passo juntas. No site da Semana Laudato Si’ estão disponíveis algumas sugestões de ações de grande impacto.

Este ano, o aniversário da Encíclica tem um contexto especial devido à recente publicação da Exortação Apostólica Pós-Sinodal “Querida Amazônia”.

Papa visitará região degradada no sul da Itália

O Papa Francisco decidiu, simbolicamente, celebrar o quinto aniversário da Laudato Si’, no dia 24 de maio, visitando a “Terra dei Fuochi”, no sul da Itália, local onde incêndios e resíduos tóxicos poluíram o meio ambiente, com graves danos para a população local.

A Semana Laudato Si’ é patrocinada pelo Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, com o Movimento Católico Global pelo Clima e o Renova+.

Assista ao vídeo com a mensagem do Papa Francisco.

Fonte: Vatican News