Confira como foram as Experiências MAGIS 2020

Cerca de 245 jovens participaram das atividades e tiveram a oportunidade de vivenciar a espiritualidade inaciana

Doze atividades únicas, em nove estados, com cerca de 245 jovens de todos os cantos do País. Esse é o resumo das Experiências MAGIS 2020, síntese essa que vai muito além dos números, afinal, a bagagem adquirida pelos participantes, pelas equipes organizadoras e pelas comunidades que receberam toda essa juventude é algo imensurável.

Para aqueles que mergulharam nessas experiências, a saída de si para o encontro com o próximo, com Deus e, consequentemente, consigo, traz ressonâncias em sua história de vida maiores do que podemos imaginar. E para que consigamos vislumbrar melhor a profundidade e dimensão dessas atividades, trazemos aqui um panorama desta edição das Experiências MAGIS.

As atividades aconteceram entre os meses de dezembro de 2019 a fevereiro de 2020, nos estados do Amazonas, Bahia, Ceará, Mato Grosso, Minas Gerais, Piauí, Rio Grande do Sul, São Paulo e uma vivência internacional, no Paraguai.

A primeira experiência foi a Trilha Inaciana, realizada pelo Espaço MAGIS Padre Popó, em Feira de Santana (BA), nos dias 7 e 8 de dezembro, com mais de 40 jovens. Com formação, convivência, caminhada e espiritualidade inaciana, com tempos de oração orientados e experimentados individualmente e coletivamente, os jovens puderam vivenciar essa atividade, que vem se tornando cada vez mais conhecida.

Na Região Norte do País, na capital piauiense, teve a Jornada Inaciana para Jovens, organizada pelo Espaço MAGIS Teresina. Entre 11 a 15 de dezembro, em comunhão com a proposta do MAGIS Brasil de 2019 ‘Ser Mais Livre’, os jovens participaram de atividades como sarau, oração e espiritualidade inaciana, formação humana, peregrinação, missão e voluntariado. “Descobrir e saborear a pessoa de ‘Jesus Cristo livre’ foi uma experiência ímpar! Ser livre como Jesus é desafiador, mas é inspirador e isso me move”, partilhou Thaís Salomé, de Teresina (PI).

Juntamente ao tempo litúrgico do Advento, a Experiência Jovens em Missão, que aconteceu em Cuiabá (MT), promovida pelo Centro MAGIS Burnier entre os dia 13 a 20 de dezembro, propiciou aos participantes peregrinação em igrejas locais, visita às famílias da paróquia, aos hospitais e a casa de idosos e, por fim,  finalizou com um retiro inaciano.

Na Bahia também aconteceu a Missão SerTão, na cidade de Capim Grosso. Com imersão no sertão baiano entre os dias 17 a 23 de dezembro, o Espaço MAGIS Capim Grosso organizou visitas, noite de cinema, participação nas rezas tradicionais das mulheres, peregrinação na zona rural, círculos magis, pôr do sol orante, noite cultural, entre outras atividades. “Senti o sertão no corpo, que é território. Aprendi a capacidade que o ser humano tem de acolher e oferecer seu melhor, sua casa, a comida, a conversa e também partilhar os sonhos”, disse a paraense Ingridy Cristina, que participou da atividade.

Finalizando 2019, o Espaço MAGIS Padre Fayos realizou pela segunda vez a Experiência de Natal, na cidade de Russas (CE), entre os dias 18 a 24 de dezembro. Inseridos na realidade das comunidades rurais, os jovens vivenciaram momentos de oração comunitária, visitas às casas, voluntariado e oficinas em torno do Tempo do Advento.

Ao iniciar 2020, jovens dos cinco cantos do País se reuniram no Mosteiro dos Jesuítas, na cidade de Baturité (CE) entre os dias 5 e 13 de janeiro, para vivenciar os Exercícios Espirituais de Santo Inácio. Mergulhando na espiritualidade inaciana e buscando um real e profundo encontro com Cristo ressuscitado, a atividade seguiu em clima de silêncio, de partilha, de oração e de comunidade. Esta Experiência foi realizada em parceria pelo Centro MAGIS Inaciano da Juventude (CIJ) e o Centro MAGIS Anchietanum.

Puxirum significa fazer juntos. Esse é o nome da Experiência realizada pelo Espaço MAGIS Manaus, em Maués (AM). Entre os dias 6 a 17 de janeiro, junto à comunidades indígenas Sateré-mawé, os jovens tiveram uma imersão e convivência comunitária na realidade indígena, que proporcionou a sensibilização para a justiça socioambiental do povos originários da Amazônia. “Descobri razões para cuidar dessa imensidão de culturas fantásticas. Encontrei a Amazônia que vive em mim, espero que vocês também encontrem”, relatou David Lucas, de Feira de Santana (BA), que esteve na atividade.

No Sudeste, o Voluntariado Jovem, atividade tradicional do Centro MAGIS Anchietanum, foi realizada em São Paulo (SP), de 10 a 18 de janeiro. Com uma inserção sociocultural na maior cidade do País, os jovens foram estimulados ao desafio da convivência de modo simples, comunitário e despojado, a partir da realização do trabalho nas fronteiras da cidade. Foi também um espaço para a espiritualidade, com momentos de oração pessoal e comunitária, além de formações sobre as questões de marginalização urbana. “O voluntariado não trabalhou somente o social, mas também o espiritual, me fez descobrir que Deus me chama a voar alto, a sair do meu conforto e ir atrás de quem, realmente, precisa. Fez lembrar que sou luz e sal, que evangelizo com minha vida e através dela me torno missionária de Cristo”, disse Mayla Gomes, de Santa Luzia (MG), após a Experiência.

Aconteceu também uma Experiência no exterior. Uma Chama que é Chamada foi uma atividade junto à outras juventudes da cidade de Santo Inácio, no Paraguai, entre 12 a 19 de janeiro. Quatro jovens representaram o Programa MAGIS Brasil e puderam, a partir dos Exercícios Espirituais e do serviço ao próximo, partilhar com os paraguaios suas buscas vocacionais e descobrir como o projeto que Deus se forma de maneira concreta para amar e servir. “Fazer missão é, antes de tudo, se dispor a peregrinar no mais íntimo de si. E assim, chegar ao outro. E quando chegamos ao encontro do outro, precisamos mergulhar em sua realidade. O que está ao meu alcance para ser feito pode ser muito pouco, no entanto, só o fato de me fazer caminhar lado a lado, podendo experimentar dos mesmos sabores, clima, costumes e idioma, me faz uma presença mais compreensiva e sensível”, afirmou Daniele Souza, de São Paulo (SP).

O Centro MAGIS Inaciano da Juventude (CIJ) proporcionou por mais um ano a Jornada Inaciana para Jovens, em Fortaleza (CE), de 17 a 25 de janeiro. Em um caminho inspirado na vida de Santo Inácio de Loyola, um grupo de jovens vivenciou, durante oito dias, diversas etapas como Exercícios Espirituais, formação humana e para o autocuidado/autoconhecimento, voluntariado e inserção sociocultural, vivência socioambiental, peregrinação e momentos culturais, de convivência, de lazer e de partilha.

Para os jovens inquietos vocacionalmente, teve a Convivência Cardoner. Na cidade de Montes Claros (MG) entre os dias 24 de janeiro a 1 de fevereiro, jovens rapazes tiveram momentos de formação com jesuítas padres e irmãos sobre a Companhia de Jesus, missões junto à comunidades rurais do interior da cidade mineira, e períodos de oração pessoal e comunitária. “Através do modo Inaciano, pude experimentar cada sensação de uma forma especial, fazendo fluir um pouco dos sentimentos de ser um companheiro de Jesus, além de esclarecer o que de fato Deus quer de minha vida, seja qual for minha vocação: amar o próximo como Ele nos amou. A Convivência foi só um aperitivo do muito que podemos fazer uns pelos outros”, ressaltou Vitor Gabriel, de Lins (SP), que vivenciou essa Experiência organizada pelo Centro MAGIS Burnier e o Eixo Vocações do MAGIS Brasil.

Por fim, teve a Jornada Inaciana para Jovens do Espaço MAGIS Vale dos Sinos. Na cidade de Pelotas (RS), de 5 a 9 de fevereiro, os jovens vivenciaram momentos inspirados na pessoa e na vida de Santo Inácio de Loyola, com formação, peregrinação, voluntariado, visita às famílias da região, oficinas de expressão corporal e momentos de oração pessoal e comunitária. “Participar da Jornada é fazer uma experiência intensa do grande amor que Deus tem por nós”, disse Dieison Aloísio, de São Leopoldo (RS), após a Experiência.

Fonte: Programa MAGIS Brasil