Em vídeo, Papa Francisco recomenda priorizar o futuro dos mais jovens


Em dezembro, na edição da série Vídeo do Papa, o Pontífice chama atenção para os dramas dos mais jovens, exigindo medidas sérias para que meninos e meninas, hoje com futuro incerto, possam ter uma vida digna. O Santo Padre convida a intensificar as orações para que “todos os países decidam tomar as medidas necessárias em favor do futuro das crianças”.

Atualmente, cerca de 357 milhões de jovens vivem em países e zonas afetados por conflitos armados, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU). Os informes sobre a situação mundial da infância apontam que, entre 2016 e 2017, meninos e meninas formavam quase metade das 900 milhões de pessoas vivendo com menos de 2 dólares por dia. Já os dados de 2014 quanto à formação, cerca de 160 milhões apresentavam atraso no crescimento, e 124 milhões estavam fora da escola.

Francisco ressalta que “cada criança marginalizada, abusada, abandonada, sem escola, sem atendimento médico é um grito que se eleva a Deus. Em cada uma delas é Cristo que veio ao nosso mundo como uma criança indefesa e está nos olhando”.

O padre jesuíta Frédéric Fornos, Diretor Internacional da Rede Mundial de Oração do Papa, reforça o compromisso de todos em trabalhar na vida cotidiana, cada um dentro de suas possibilidades, para tornar o futuro das crianças uma prioridade.

Fonte: Vatican News