Papa visitou monumento de jesuíta em sua viagem à Estônia

Pontífice rezou junto a uma placa em homenagem a Eduard Profittlich

No dia 25 de setembro, como parte de sua Viagem Apostólica aos Países Bálticos, o Papa Francisco visitou a Estônia. Durante a estadia no país, o Santo Padre foi levado para uma parada às catedrais de São Pedro e São Paulo, onde fez uma breve oração diante de uma placa comemorativa do Servo de Deus, Eduard Profittlich ― primeiro bispo católico da Estônia.

Nascido na Alemanha, em 1890, Profittlich era um padre jesuíta, que foi enviado em missão à Estônia, em 1931, para se tornar o segundo Administrador Apostólico para liderar a Igreja. “Ele veio para a Estônia como missionário para construir a vida paroquial e percebeu que as pessoas nem tinham livros de orações, nem o Novo Testamento ou o Antigo Testamento”, relata Marge-Marie Paas, responsável pela postulação para a Fase Diocesana da Causa do bispo Profittlich e coordenadora de Comunicação da viagem do Papa à Estônia.

O caso de Profittlich, que seria o primeiro santo da Igreja Católica da Estônia, já foi aprovado em nível diocesano. Por isto, ele já recebeu o título de “Servo de Deus”. Marge-Marie Paas, porém, espera que sua Causa para Canonização seja agora transferida para a fase romana até o fim deste ano ou no início de 2019. “Se é da vontade de Deus, teremos um abençoado mártir na Estônia”, finaliza.

Fonte: Canção Nova