Fé e Alegria promove intercâmbio entre gestores

Troca de experiências têm dinamizado diversas ações pelo Brasil

A troca de experiências entre os centros do Fé e Alegria pelo Brasil têm dinamizado as mais diversas ações do movimento de Educação Popular da Companhia de Jesus. Em junho, a unidade de Pernambuco recebeu a coordenadora do projeto Formação para o Mundo do Trabalho, Araceli Oliveira, de Montes Claros (MG). O projeto, coordenado por ela, tem o apoio da empresa espanhola Index.

Araceli veio conhecer os trabalhos do Fé e Alegria Pernambuco na área de socioaprendizagem (semelhante ao Jovem Aprendiz), que beneficia 64 educandos em parceria com várias empresas, a exemplo do Centro de Olhos do Recife (Cenor), Centro Diagnóstico José Rocha de Sá, a rede Hotéis Pernambuco, o Sistema de Cooperativas de Pernambuco, a Coopercarga e a Unimed.

É na Unimed, operadora de plano de saúde e de hospitais, que Wandilson Ricardo, 22 anos, está começando a carreira profissional. O rapaz, que é da comunidade de Jardim Primavera, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife, trabalha no setor de arquivo do Centro Administrativo. “Pela primeira vez, consegui ser inserido no mercado de trabalho. É muito bom”.

Quem também está atuando como técnico administrativo na Unimed é Kerolaine Daniele, 20 anos. A menina de Jardim Fragoso, em Olinda (PE), atua na Superintendência Administrativa elaborando notas fiscais, fazendo contato com fornecedores e lançamentos no sistema. “Está sendo maravilhoso porque me deram uma oportunidade que em outro lugar não me dariam. Ganhei um norte”, comenta Kerolaine.

São experiências como essas que Araceli vai levar na bagagem de volta para Montes Claros. “As visitas aos centros para conhecer o trabalho, as atividades de inserção e acompanhamento no mercado de trabalho ampliam as possibilidades do Fé e Alegria. Essas experiências de socioaprendizagem são desafiadoras e de muita importância”, explica ela.

Araceli disse ainda que o projeto de Montes Claros tem como foco a Economia Solidária e a Qualificação Profissional, áreas que as equipes de Pernambuco e de Santa Catarina puderam conhecer durante visitas a Minas Gerais. “É muito importante perceber que as comunidades, os territórios em que a gente atua têm um monte de possibilidades. Conhecer a vivência, a realidade, os adolescentes, o trabalho e o passo a passo é fundamental e um eterno aprendizado”, destacou.

 

Fonte: Unicap (Recife/PE)