Movimentos Populares em pauta no Recife

Na Unicap, Jornada Teológica abordou a mensagem do Papa Francisco

A busca por uma reaproximação com os movimentos populares foi o tom das discussões da Jornada Teológica do Recife, que teve as edições retomadas no dia 23 de abril. Com a presença de representantes da Igreja Católica e de várias instituições, o encontro aconteceu no auditório que leva o nome daquele que inspirou as jornadas: Dom Helder Camara. O evento foi organizado pelo Instituto Humanitas, da Unicap (Universidade Católica de Pernambuco), Cátedra Unesco/Unicap Dom Helder Câmara de Direitos Humanos, Idhec e pela Igreja Nova.

O formato dinâmico e interativo privilegiou a participação do público presente. A troca de ideias girou em torno da Carta do Papa Francisco, que trata justamente desse diálogo com os movimentos sociais. O documento foi publicado a partir do discurso feito pelo Pontífice em julho de 2015, durante visita à cidade de Santa Cruz de La Sierra (Bolívia). Um dos trechos mais emblemáticos do discurso de Francisco foi “Nenhuma família sem casa. Nenhum camponês sem terra. Nenhum trabalhador sem direitos”.

 

Fonte: Unicap (Recife/PE)