Segunda edição do projeto CVX-U tem início na PUC-Rio

Comunidade de Vida Cristã Universitária é voltado para estudantes

Formar grupos de jovens universitários com foco na partilha de experiências e conhecimentos. Esta é a proposta da Comunidade de Vida Cristã Universitária (CVX-U), que deu início a turma de 2018. Os primeiros encontros foram realizados nos dias 10 e 17 de março e apresentaram a proposta do projeto, que é inspirado na iniciativa realizada pela Companhia de Jesus, em Portugal.

No Brasil, podem participar da CVX-U alunos de graduação e pós-graduação de diversos cursos, não há restrição de religião. O professor emérito do Departamento de Matemática da PUC-Rio (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro), padre jesuíta Paul Schweitzer, e a estudante de Relações Internacionais, Daisy Teles, falaram ao jornal PUC Urgente mais sobre o projeto, que está em sua segunda edição.

 

O que é a CVX-U e qual a diferença para a CVX?

Pe. Paul: A CVX-U é um programa para universitários, com duração de três anos, para formação de um grupo de troca de experiências. Já a Comunidade de Vida Cristã (CVX) tem pessoas de todas as idades e dura a vida toda, é um grupo constante. Quem participar da CVX-U, e gostar, pode, ao se formar, se engajar na CVX para o resto da vida. Cada grupo tem uma assessora que acompanha e guia o grupo, mas o fundamental é a amizade que se desenvolve e a confiança mútua.

Daisy: A CVX-U nada mais é que grupo de colegas universitários que estão vivendo a mesma fase da vida e que se encontram para conversar e partilhar a respeito de algum assunto. Os encontros têm temas diferentes e exercícios para nos guiarem. Refletimos sobre o tema ao longo da semana e debatemos durante o encontro. O intuito principal é criar vínculos, que no futuro vão nos ajudar a fazer escolhas.

 

De onde surgiu a ideia da CVX-U?

Daisy: Eu e um grupo de colegas, que já frequentávamos a Pastoral Universitária da PUC-Rio, sempre tivemos vontade de participar de um grupo de partilha, que houvesse algum tipo de espiritualidade, mas que também fosse aberto para outras pessoas. Conversamos com o padre Paul, e ele surgiu com a ideia de criar a Comunidade de Vida Cristã para Universitários no Brasil, nos moldes do que já ocorre em Portugal.

Pe. Paul: O padre jesuíta Bruno Nobre, de Portugal, veio ao Brasil, há um ano e meio, e nos apresentou essa proposta. Ele nos ajudou a começar esse projeto aqui no Rio de Janeiro, a primeira cidade a ter o CVX-U no Brasil. Lá, todos os anos, eles pegam alunos a partir do segundo ano da Universidade e formam pequenos grupos, de mais ou menos 10 pessoas, para partilhar experiências. Juntei esse projeto com a vontade dos jovens da Pastoral, que já haviam demonstrado interesse em fazer parte de algo parecido.

 

Como são os encontros?

Daisy: O grupo tem duração de três anos. As reuniões são quinzenais, e o horário e local são definidos pelos próprios participantes. Em cada reunião, há uma orientação para conversar com Deus, ou seja, para a oração. Oração não é repetir fórmulas, é abrir o coração e sentir a presença de Deus. É muito importante perceber que Deus nos criou e quer o nosso bem.

Pe. Paul: O primeiro ano de encontros é para entrar em contato pessoal com Deus, sem preconceitos, nem obstáculos. É para, principalmente, aprender como sentir a presença dele. No segundo ano, o foco é na pessoa de Jesus Cristo, o filho divino segundo a fé cristã, e contempla toda a vida dele na tentativa de entender qual é a orientação de Jesus na hora de pensar as atitudes. Ele ensina a tratar, primeiro, os mais necessitados, mas também a respeitar todas as pessoas, sem preconceitos. No terceiro ano, a ênfase fica no Espírito Santo para entender como Ele nos guia e inspira na nossa vivência. A proposta principal, sobretudo, é nunca esquecer que o amor a Deus e ao próximo é fundamental.

 

Fonte: PUC-Rio (Rio de Janeiro/RJ)