Noviço jesuíta conta experiência junto aos venezuelanos em Roraima


Da esq. p/ dir., Ofélia Ferreira (Fundação Avina), José Romero (Fé e Alegria — Boa Vista), Irmã Rosita (diretora do Instituto Migrações e Direitos Humanos), e os noviços jesuítas Gabriel Vilardi e Dimas Oliveita

No dia 18 de março, os noviços jesuítas Dimas Oliveira e Gabriel Vilardi desembarcaram na capital roraimense para vivenciar uma experiência sociocultural com duração de um mês. Tocado pela questão da imigração venezuelana, Dimas conta um pouco dessa realidade. Abaixo um trecho:

Entre muros e pontes: por que a imigração venezuelana é tão provocativa?

“[…]a primeira imagem que tivemos foi a da praça Simon Bolívar, localizada a alguns metros da rodoviária. Muitas barracas. Muitas pessoas. Muito sofrimento. Isso ainda sem descer do ônibus e tomar conhecimento, de fato, do que nos esperava”.

Acesse https://bit.ly/2EqWJlt e leia a íntegra do relato do noviço.