Jesuíta é reconduzido à reitoria da Unisinos

Pe. Marcelo Aquino assume o comando da Universidade por mais quatro anos

O ano de 2018 marca uma nova etapa na gestão da Unisinos (Universidade do Vale do Rio dos Sinos). No dia 4 de janeiro, a instituição promoveu a cerimônia de Posse da Reitoria, dos Diretores das Unidades Acadêmicas e de Apoio, e dos Decanos das Escolas da instituição. O padre Marcelo Aquino foi reconduzido à reitoria da Universidade e permanecerá no cargo por mais quatro anos (2018-2021). Junto dele, tomaram posse o vice-reitor, padre Pedro Gilberto Gomes, os pró-reitores, o chefe de gabinete, e demais diretores (clique aqui e veja a lista completa).

Padre Marcelo ingressou na instituição em 1998, como professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Em 2001, tornou-se coordenador do Programa de Pós-Graduação em Filosofia e, em 2002, iniciou na função de vice-reitor. Desde 2006, padre Marcelo é o responsável pela condução da Universidade. Em suas mãos, a Unisinos foi considerada a melhor universidade privada da região Sul do País, pela quarta vez consecutiva, segundo o MEC (Ministério da Educação), concentrando mais de 70 cursos de Graduação, sete Mestrados Profissionais, 19 Mestrados Acadêmicos e 18 Doutorados.

Durante o ato de posse, o padre João Geraldo Kolling, empossou o reitor, padre Marcelo e o vice-reitor, padre Pedro. “Esse momento marca um projeto de continuidade. Os desafios são constantes, por isso é fundamental agradecer o trabalho e a dedicação de todos. A gestão 2018-2021 requer pessoas aptas para o diálogo com o que é novo e diferente”, afirmou padre João Geraldo.

O Provincial dos Jesuítas Brasil – BRA, padre João Renato Eidt, destacou o trabalho que vem sendo feito pelo reitor nos últimos anos. “Essa solenidade marca mais um período importante na história da Unisinos. Padre Marcelo tem mostrado um conhecimento ímpar na condução da Universidade, que chegou onde está graças à competência, seriedade e audácia com que essa obra vem sendo conduzida, com foco no tecnológico sem deixar de lado o humanismo”, enfatizou o provincial.

Ao falar das perspectivas para o futuro, padre Marcelo ressaltou os desafios que vêm pela frente. “A inauguração do quadriênio 2018-2021 nos descortina amplo cenário de oportunidades e de ameaças. Desafios que interpelam nossa ousadia e nossa prudência”. O jesuíta lançou ainda uma pergunta para o próximo quadriênio, que se refere à missão da Unisinos. “Como promover a formação integral da pessoa humana e sua capacitação ao exercício profissional em uma sociedade cada vez mais digital?”, questionou.

O reitor finalizou seu discurso falando da importância da cidade de São Leopoldo (RS) na história da Unisinos. “Nós nascemos e crescemos em São Leopoldo. Aqui, amadurecemos nossos valores. Nunca nos esqueceremos de ti, São Leopoldo, mesmo que estejamos entregando esses mesmos valores em Porto Alegre (RS) e em tantos outros lugares do nosso Brasil”. Ao final da cerimônia, os músicos da Orquestra Unisinos Anchieta subiram ao palco e realizaram uma breve apresentação para os convidados.

Desafios para o futuro

“O primeiro desafio para os próximos quatros anos é consolidar todo esse projeto político-pedagógico e sustentável, que está colocando a Unisinos entre as melhores universidades do País. O segundo desafio é que a Unisinos não perca a sua alma jesuíta, preocupada com a formação da pessoa humana. E o terceiro desafio é fazer com que a comunidade acadêmica se comprometa com os dois desafios anteriores”, afirmou padre Pedro, vice-reitor.

“Nesses próximos quatro anos, o desafio da Unisinos é seguir o rumo da excelência e do crescimento com sustentabilidade. Acredito que a instituição, com seus projetos estratégicos, como a expansão do Campus Porto Alegre, a Pesquisa e a Pós-Graduação consolidadas e a excelência da Graduação, tem como maior desafio manter o nível alcançado nos últimos anos e sempre buscando mais”, disse Alsones Balestrin, pró-reitor acadêmico de Relações Internacionais

“O principal desafio como pró-reitor de administração é manter a estabilidade econômica, em função da crise do País, sem esquecer a retomada do crescimento, pensada em nosso planejamento estratégico para o próximo mandato”, ressaltou Luiz Felipe Vallandro, pró-reitor de Administração.

 

Fonte: Unisinos (São Leopoldo/RS) | Foto: Rodrigo W. Blum