Províncias Jesuítas promovem discussão sobre a Casa Comum

Laudato Si’ foi o tema central das conversas promovidas na América do Norte e na Alemanha

ALEMANHA

Rede de Ecologia defende a luta contra as alterações climáticas na COP23

Entre os dias 6 e 17 de novembro, mais de 25 jesuítas e parceiros realizaram alguns eventos durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas – COP23, realizada em Bonn (Alemanha). Paralelamente às conversações das ONU, a rede Ecojesuit organizou um dia sob o tema Laudato Si’: o meio ambiente é um relacionamento, no Aloisiuskolleg, uma conhecida escola secundária jesuíta na cidade alemã.

Aberto aos delegados da COP23, ao pessoal das ONGs e ao público em geral, o evento reuniu palestrantes de diferentes partes do mundo, como Micronésia, América Latina, África Central, Índia e Filipinas. Os palestrantes refletiram e trocaram ideias sobre os desafios enfrentados nos cuidados com a Casa Comum.

Na mesma data, a rede Ecojesuit também celebrou a Mostra Laudato Si’, na qual representantes de diversas instituições, conferências e iniciativas jesuítas relacionadas à ecologia apresentaram suas atividades. Outro evento realizado durante a COP23 foi um encontro da seção de ecologia do grupo europeu de jesuítas Educação superior para a transformação social (HEST).

 

CANADÁ-EUA

Uma revisão ecológica: conciliar Deus, criação e humanidade

A Conferência jesuíta do Canadá e dos Estados Unidos desenvolveu, juntamente com a Rede de Solidariedade Inaciana, uma nova revisão ecológica: Conciliar Deus, criação e humanidade, como ferramenta de reflexão para ajudar os indivíduos e as instituições a envolver-se mais profundamente no cuidado da criação e promoção da justiça ecológica.

O exame responde ao chamado do Papa Francisco na Laudato Si’ para cuidar da criação e conciliar nosso relacionamento com Deus, com a criação e entre nós, como expressado na 36ª Congregação Geral da Companhia de Jesus. Convida-nos a refletir sobre o nosso relacionamento com a criação, reconhecer e corrigir nossos modos de vida e promover a justiça ecológica em solidariedade com os mais afetados pelos danos ambientais. O folheto apresenta cinco partes do exame – gratidão, consciência, compreensão, conversão e reconciliação – e a oração final, que está disponível no site.

 

Fonte: Boletim da Cúria dos Jesuítas (Nº 18/Dezembro)