Alunos do Colégio Loyola produzem curtas-metragens

Linguagem cinematográfica foi utilizada para transmitir aprendizado sobre cidadania

“Ter consciência de que nossos atos têm consequências tem tudo a ver com cidadania, direitos e deveres. Por quê? Porque há decisões muito sérias, que podem afetar sua vida para sempre. Discutir sobre isso é importante para que nossas decisões sejam mais conscientes.” O depoimento desse grupo de alunos do 9º ano do Colégio Loyola representa uma preocupação frequente nos trabalhos desenvolvidos para o projeto Magis de Cinema. A iniciativa envolve todos os estudantes do 9º ano e conecta o estudo da linguagem da fotografia, da animação e do cinema, em seus diferentes gêneros, com os temas discutidos durante a atividade Formação para Cidadania. Em setembro, os alunos, preparados previamente, visitaram instituições que compõem os três poderes – judiciário, executivo e legislativo – e aprofundaram suas noções de direitos e deveres.

Os temas são propostos pelos próprios alunos e passam por um processo de debate e orientação com os professores participantes. Algumas abordagens são rediscutidas, de acordo com as diretrizes do Projeto de Série. Composto por pesquisa teórica, oficinas com profissionais de animação, de teatro e de cinema e por períodos dedicados à produção propriamente dita, o Magis de Cinema apresenta detalhes dos processos de direção, atuação, direção de arte (figurino e maquiagem), edição e definição de trilha sonora.

A professora de Língua Portuguesa, Maria Letícia Conde Pellegrino Neves, integrante da equipe docente que acompanha os alunos, destaca que as ideias apresentadas inicialmente pelos grupos são aprofundadas e colocadas dentro de um fórum ampliado, em que os estudantes devem argumentar e defender as ideias apresentadas para os vídeos, de acordo com o contexto e a orientação recebida. A coordenadora de série, Rose Furtado, acrescenta que o protagonismo dos jovens é colocado a serviço da cidadania, por meio da linguagem cinematográfica.

O produto final do trabalho são 24 curtas-metragens, entregues para o júri técnico (composto pelos professores-padrinhos de cada turma) em um DVD com capa personalizada, também produzida pelos alunos. No fim do semestre, os filmes selecionados em cada turma participam da cerimônia de premiação, com dinâmica inspirada na entrega do Oscar®.

Fonte: Colégio Loyola (Belo Horizonte/MG)