Antiga sede da Unisinos recebe obras de restauração

Prédio histórico que hoje abriga o CCIAS é patrimônio arquitetônico da cidade

O prédio histórico onde está localizado o Centro de Cidadania e Ação Social (CCIAS), em São Leopoldo (RS), espaço que abriga os projetos sociais vinculados à uma das mantenedoras da Companhia de Jesus, a ASAV (Associação Antônio Vieira), e à Unisinos (Universidade do Vale do Rio dos Sinos), iniciou as obras de reforma de sua fachada.

Para dar início à reforma, que terá duração de seis meses e que teve início em abril, foi solicitado, junto ao Instituto de Patrimônio Histórico do Estado (IPHAE), uma autorização específica para a reforma, apresentando uma descrição das ações para que nenhuma característica arquitetônica fosse alterada. O complexo de prédios, que é tombado como patrimônio histórico, foi construído entre os anos de 1876 e 1890, abrigou a antiga sede da Unisinos e foi o campus principal da universidade até 1974.

O coordenador do CCIAS, padre Idinei Zen, salientou parte da história do prédio. “O complexo todo foi construído ao longo de vários anos. Primeiro, os jesuítas construíram a Igreja Nossa Senhora da Conceição, depois foi construído o prédio que se tornou o Colégio Conceição e o prédio do Colégio São José, que funcionou de 1872 a 1922”, relembra.

Segundo o jesuíta, atualmente, o prédio acolhe diversos projetos sociais, que desenvolvem suas atividades no espaço e assessoram outras iniciativas de ação social do município. “A entrega para a comunidade dos projetos sociais desenvolvidos na antiga sede é muito significativa, pois, semanalmente, inúmeras pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social e econômica recebem atendimento”, destaca.

De acordo com o gerente de serviços da Gerência de Serviço de Manutenção e Infraestrutura da Unisinos, André Luiz Cavalheiro, serão reformadas todas as fachadas externas do prédio, incluindo as que ficam no pátio interno. “Haverá a reforma do telhado, onde é necessário a revitalização de calhas e condutores pluviais”, complementa. As atividades no CCIAS seguem normalmente durante o período de reforma. “Como se trata de reforma de fachada, internamente não haverá interrupção das atividades. A atenção estará na área externa, com cuidados com o trânsito de pessoas em torno dos andaimes”, enfatiza André.

O diretor de Administração de Infraestrutura e Serviços da Unisinos, Marcos Baum, destaca a importância desse investimento feito para a cidade. “Além da preservação do patrimônio cultural, a valorização do passado e memória da cidade, o patrimônio arquitetônico representa o núcleo inicial do município, datado de 1877, resgatando as origens de São Leopoldo”, afirma.

 

Fonte: Associação Antônio Vieira (ASAV)