19ª Festa da Paróquia Santíssima Trindade

Em meio a comemoração foi apresentado o Fundo Social à comunidade

A 19ª festa da Paróquia Santíssima Trindade reuniu centenas de fiéis em frente à Igreja Nossa Senhora da Paz, no dia 11 de junho, em Santa Luzia (MG). A memória do caminho percorrido por pastorais e comunidades deu sentido ao chamado e desejo de que sejamos “Igreja em Saída”.

O pároco, padre Donizetti Venâncio, destacou a beleza do espaço para que fiéis se reunissem nessa grande festa. “A Igreja de Jesus Cristo não tem portas, não se esconde nas sacristias, ela se faz presente na vida das pessoas e se encontra como comunidade” disse.

A solenidade da Santíssima Trindade teve lugar, este ano, na comunidade da Paz e uma grande faixa à frente da igreja trazia o sentimento dos agentes pastorais anfitriões: “A paz é da Trindade”.

O que significa ser Trindade? Deus, que é Pai, Filho e Espírito Santo, nos quer perto d’Ele e caminhando com Ele. É isso o que celebramos nesses 19 anos de vida paroquial. Uma bonita festa, bem participada, feita e celebrada por pessoas que querem viver o Sacramento da Comunidade e da Unidade. E isso é viver no mistério da Trindade.

Na celebração da Luz, na noite do dia 10 de junho, o padre Roberto Albuquerque recordou que a Trindade nos leva a ser pessoas abertas, acolhedoras e respeitosas, construidoras da unidade e da paz. Caraterísticas complementadas com a vontade de viver a experiência da misericórdia, compartilhando os talentos, capacidades e qualidades, dons do Espírito Santo, com a comunidade e com os irmãos.

O chamado foi feito à todos, principalmente aos 130 jovem crismados na festa de Pentecostes. Na ocasião, o padre Donizetti disse que os jovens precisam levar a marca do cristão aonde o desafio esteja ainda mais presente.

“Não é um santo ou uma santa que inspira a missão de nossa rede de comunidades, temos o privilégio de ter a Santíssima Trindade, Deus Pai, Filho e Espírito Santo, como padroeira e fonte de inspiração para que vivamos a santidade.”

Pe. Donizetti Venâncio, pároco

O padre afirmou ainda a importância em propagar o nome de Jesus Cristo. “Na escola eu não posso nem fala de Jesus…pois fale! Não posso nem abrir a boca no trabalho, pois abra! Leve o nome de Jesus à todos os lugares, pois essa é a nossa missão e é ela que vocês receberam com o sacramento da crisma”, ressalta.

 

Andavam falando pelo caminho…

A vida das comunidades e pastorais deu sentido ao tema da festa: “Andavam falando pelo caminho… A Trindade é misericórdia”. Os 19 anos de vida paroquial, histórias e atos de acolhida, doação e alegria, foram celebrados por pessoas que fizeram e fazem a vida acontecer na Paróquia Santíssima Trindade.

“O sonho da moradia daqueles primeiros, não estava isento do desejo de celebrar a vida numa comunidade de fé”, lembrou Deralda Souza, ao recordar a constituição das primeiras comunidades, antes mesmo da fundação da paróquia.

Para a coordenadora da Pastoral da Juventude, Michelle Martins, a festa trouxe aos presentes relembrar o caminho vivido, com suas dificuldades e tendo os desafios próprios deste tempo, pelas comunidades ligadas à paróquia.

Pelas mãos da coordenadora da comunidade Santo Inácio, Maria do Carmo, conhecida como Pretinha, o ícone da Santíssima Trindade foi inserido no altar da festa paroquial. Com bonita participação dos fiéis e um intenso trabalho das pastorais, ministros, acólitos e acolhida, a solenidade trilhou um caminho de unidade e alegria pelo encontro. As pessoas que iam chegando para a celebração foram acolhidas com afeto pelos Jovens da Paz, do Art Jovem, juntos aos novos crismados.

Fundo Social Paroquial

Na 19ª Festa da Santíssima Trindade, o Fundo Social paroquial foi apresentado pelo padre Donizetti. Segundo ele, viver a experiência da Trindade é ter clareza de que a dignidade humana merece todos os esforços por parte do cristão.

O Fundo tem sua inspiração bíblica no capítulo 25 do Evangelho de São Mateus, em que é possível entender toda a dimensão do cuidado com o irmão que sofre, pois todo ele é dedicado a essa construção da dignidade da pessoa humana.

Diante da conjuntura nacional e do aumento do desemprego, as atuações das pastorais sociais se tornam ainda mais necessárias, todavia, a contribuição com o Dízimo e outras entradas financeiras não têm apresentado evolução, tornando necessária a constituição do Fundo Social.

“Com a proposta, queremos responder às principais demandas sociais que chegam à secretaria e nas comunidades, além de apoiar o trabalho das pastorais do Idoso, da Criança, Carcerária e Vicentinos, e o Projeto São José, que juntos integram a Rede Pastoral Social da Paróquia Santíssima Trindade”, concluiu, padre Donizetti.

Como participar?

O Fundo Social terá três fontes de captação de recursos:

  1. Comunidades: com percentual fixo de repasse do fundo;
  2. Eventos: com a promoção de eventos e campanhas específicas para este fim; e
  3. Carnê Social: com uma contribuição mensal.

O carnê social poderá ser adquirido na Secretaria Paroquial ou nas comunidades junto à Pastoral do Dízimo. A contribuição por ele será mensal e poderá ser feita também com a pastoral do Dízimo ou por depósito/transferência.

Mais informações em parsantri.com.

 

Fonte: Paróquia Santíssima Trindade (Santa Luzia/MG)