Colégio Medianeira participa de debate sobre audiovisual

A importância do ensino do cinema na educação básica foi a pauta do encontro

O professor da Oficina de Cinema e Fotografia do Colégio Medianeira, Alexandre Rafael Garcia (foto), participou do I Encontro Estadual de Audiovisual e Educação, realizado na Biblioteca Pública do Paraná (BPP) e que debateu a realização e o ensino de cinema na educação básica.

O consumo e a produção de materiais audiovisuais são cada vez mais recorrentes e constantes entre os jovens. Para o educador, a experiência do Medianeira, que foi a única instituição da rede privada a participar do encontro, demonstra a importância do trabalho com as múltiplas linguagens. “O audiovisual é uma questão urgente. As crianças e os adolescentes têm muito interesse, mas não sabem exatamente como lidar com a questão”, comentou Alexandre.

Bruno Ruiz, responsável pelo Laboratório Audiovisual da Fase II, visualiza a conferência, realizada no dia 24 de maio, como uma oportunidade de troca de vivências entre os diferentes profissionais em busca de novas abordagens pedagógicas. “A participação no I Encontro Estadual de Audiovisual e Educação possibilita a divulgação do modo de pensar o audiovisual na formação do aluno do Medianeira e a aproximação dos educadores com os resultados dos trabalhos em andamento no estado do Paraná, o que muito contribui para firmar a importância desta área do conhecimento”, afirmou o educador.

“Utilizar a acessibilidade aos meios de comunicação e expressão, buscando fomentar o uso consciente e de qualidade de seus recursos, é uma estratégia de ensino que fortalece o aprendizado das diferentes áreas do conhecimento.”

Bruno Ruiz, responsável pelo Laboratório Audiovisual da Fase II do Col. Medianeira

Conhecer o modo de produção do audiovisual é fundamental para uma leitura de mundo mais ampla e mais profunda. Para Alexandre, a Oficina de Cinema e Fotografia permite a articulação com outras linguagens artísticas e, claro, as disciplinas regulares do currículo escolar, fortalecendo a proposta de Aprendizagem Integral do Medianeira e da Rede Jesuíta de Educação (RJE).

Segundo Bruno, o diálogo entre as diferentes linguagens torna o processo de aprendizagem múltiplo e significativo. “Utilizar a acessibilidade aos meios de comunicação e expressão, buscando fomentar o uso consciente e de qualidade de seus recursos, é uma estratégia de ensino que fortalece o aprendizado das diferentes áreas do conhecimento.”

Histórico

A Oficina de Cinema e Fotografia é uma das atividades de contraturno oferecidas pelo Medianeira. Criado em 2007, o curso já teve trabalhos premiados em diversos festivais nacionais e internacionais, como o Pequeno Cineasta, no Rio de Janeiro, e o B. Green, de Portugal, sendo presença cativa na Festa das Linguagens do Medianeira (FLIM).

De maneira natural e lúdica, o cinema faz parte da proposta do Colégio Medianeira de aprendizagem integral, base da Rede Jesuíta de Educação, criando sujeitos críticos e criativos, capazes de ler o mundo com uma visão plural e justa.

 

Fonte: Colégio Medianeira (Curitiba/PR)