Colégio dos Jesuítas celebra o Dia do Meio Ambiente

Alunos, pais e professores se envolveram nas atividades de conscientização

No dia 3 de junho, o Colégio dos Jesuítas celebrou o Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho) com a comunidade educativa da instituição. Na ocasião, atividades de conscientização e incentivo a ação foram realizadas.

Francisco Juceme, diretor acadêmico do colégio, propôs uma reflexão sobre o tema. “Na perspectiva da Educação para a Justiça Socioambiental, faz-se necessário um conjunto de processos pedagógicos: que favoreçam a formação de pessoas conscientes de sua condição social e histórica; que saibam identificar o Mestre em meio às situações de morte (Mt 25,31-46) e sejam capazes de se indignar; que sejam capazes de se abrir aos outros e de lutar em favor da justiça e da defesa dos direitos humanos fundamentais dos mais empobrecidos da sociedade; e que, sobretudo, busquem analisar as causas profundas da exclusão, da destruição dos bens da natureza, dispondo-se a enfrentar, de forma criativa e inovadora, as forças que subjugam a vida”, destaca o educador.

O evento contou com diversas oficinas: catadores e separação de lixo, plantas medicinais, confecção de vassouras a partir de garrafas pet e origami. Também foram promovidos espaços de reflexão como o vídeo fórum, a roda de conversa e o fórum sobre a população em situação de rua no município. A escola ainda montou o estande da Fazenda Esperança, realizou experiências de troca com bazar de roupas e acessórios promovido pelo Grêmio Estudantil e um sebo literário, e disponibilizou mudas cedidas pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF).

Alunos, pais e professores doaram agasalhos que serão distribuídos nas próximas vivências de Ronda Noturna e em atividades do Coletivo Ágape, no Centro POP – Centro de Referência Especializado para a População Adulta em Situação de Rua. Além disso, a comunidade educativa se descartou lixo eletrônico que será levado a locais apropriados.

O evento também sediou o lançamento do livro com os trabalhos selecionados no 1º Concurso de Redação e Artes dos colégios da Rede Jesuíta de Educação (RJE), realizado em 2016. A escola convocou os alunos a participarem da 2ª edição do Concurso da RJE e tornou público o seu compromisso socioambiental em relação à água e energia, apresentando os integrantes do recém-instituído Grupo de Trabalho: GT-Sustentabilidade.

Trabalho Interdisciplinar

A sustentabilidade e o meio ambiente estão sendo trabalhados também dentro de sala de aula. Depois de lerem o livro paradidático Ver de novo – que aborda questões como biodiversidade, reciclagem e globalização, entre outros temas da atualidade –  os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental realizaram um trabalho interdisciplinar envolvendo as disciplinas de Geografia, Ciências e Português.

Os estudantes refletiram sobre os impactos da globalização no meio ambiente e o aumento exagerado do consumo. Além disso, preocuparam-se com as consequências do extrativismo mineral, como a poluição hídrica e dos solos.

Como a reciclagem e a reutilização de lixo inorgânico são atitudes muito importantes para a manutenção da saúde do planeta e das pessoas, os alunos se organizaram em grupos e produziram objetos em sala de aula utilizando materiais recicláveis recolhidos nas próprias casas. A disciplina de Português contribuiu na elaboração de cartazes que continham informações sobre cada projeto e objeto construído.

O resultado das aulas – abajures, kit de jardinagem, porta-lápis e outras criações – ficaram expostos para toda a escola. “No Brasil, o Ministério do Meio Ambiente escolheu o dia 15 de outubro como o ‘Dia do Consumidor Consciente’. Dessa forma, espera-se que as pessoas ‘aprendam’ a importância da educação ambiental para se tornarem consumidores conscientes no futuro”, ressaltam os professores Alessandro Arcoverde (Ciências), Carlos Magno Araujo (Geografia) e Natália Lage (Português), no texto de apresentação do projeto aos alunos.

 

Fonte: Colégio dos Jesuítas (Juiz de Fora/MG)