Ailsom Salaroli é ordenado diácono

Cerimônia reuniu mais de 200 pessoas em Belém (PA)

“A ordenação diaconal é marcada pela mística do serviço, é um tempo no qual se pode celebrar o verdadeiro sentido de ser sinal fecundo no seio da comunidade”, acredita Ailsom Salaroli, ordenado diácono no dia 2 de setembro. A cerimônia, realizada na Capela Nossa Senhora de Lourdes, em Belém (PA), foi presidida por dom Alberto Taveira, arcebispo de Belém do Pará.

“A ordenação diaconal é marcada pela mística do serviço […]”

Ailsom Salaroli, SJ

Para o jesuíta, que será ordenado presbítero daqui há alguns meses, o diaconato é um tempo propício para tomar consciência da missão do ministério ordenado. “Todos nós somos portadores da potência divina, somos capazes de tomar consciência dessa realidade e colocar em movimento uma dinâmica salvífica na própria vida, contagiando, assim, o horizonte vivencial do próximo”, afirma.

A cerimônia reuniu cerca de 200 pessoas, entre elas: o superior da Plataforma Apostólica Amazônia, da Província dos Jesuítas do Brasil (BRA), padre Inácio Luiz Rhoden; jesuítas; jovens que participam do Programa MAGIS Brasil; amigos e familiares. Ailsom destaca também a presença de amigos de sua comunidade de origem e da paróquia de Marabá (PA), onde trabalhou durante a etapa de magistério.

Clique aqui e veja mais fotos da ordenação.

 

 ORDENAÇÃO DIACONAL

O diaconado é um dos três graus do sacramento da Ordem (leia abaixo), que é dividido em: episcopado (bispo), presbite­rado (padre) e diaconado (diácono). O dia­conado deve ser para o futuro pa­dre um momento de compromisso com os pobres e os mais necessitados.

Os 7 sacramentos da Igreja:

  • Batismo
  • Confirmação (Crisma)
  • Eucaristia
  • Reconciliação (Confissão)
  • Unção dos Enfermos
  • Ordem
  • Matrimônio