Jovens vivenciam empreendedorismo na prática

Projeto é desenvolvido com alunos do Colégio Loyola

29-08-2016-colegio-loyola-empreendedorismo-1

Os alunos do Colégio Loyola, que participam do iLO (Núcleo de Inovação e Empreendedorismo), vivenciaram na prática a rotina de um empreendimento em fase de implantação. Em agosto, os dez grupos selecionados em 2016, que já estão divididos de acordo com a ideia em desenvolvimento, contaram com o apoio de professores da FDC (Fundação Dom Cabral) para aprenderam a utilizar a ferramenta de gestão Canvas de Proposição de Valor. “Este foi mais um passo para refinar as ideias e adequá-las de forma realista às necessidades do cliente, ou seja, da pessoa que vai utilizar o produto, seja um medicamento ou um aplicativo”, explica Ana Burchart, antiga aluna do Loyola e professora do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo da FDC.

Para saber como apresentar o projeto ao mercado, os alunos receberam orientação de Wilson Caldeira, consultor de marketing e vendas. No dia a dia, ele trabalha com executivos e pessoas que já têm experiência de mercado. “Estou impressionado com a autonomia e capacidade de aplicação dos conceitos dessa turma do Loyola. Geralmente, a absorção e efetivação dos conteúdos exige mais tempo”, define.

As atividades incluíram também uma visita à Fumsoft, instituição sem fins lucrativos que atua no desenvolvimento da cadeia produtiva de TI (Tecnologia da Informação), em Minas Gerais, e integra o Projeto Acelera-MGTI, uma das nove propostas aprovadas pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação dentro do Programa Start-up Brasil. Lá, eles tiveram contato com programadores e empresários que estão vivendo a experiência da aceleração. Além disso, os jovens aprenderam mais sobre o conceito de Cidadania Empresarial e o potencial da inovação na solução de problemas sociais.

As atividades do iLO, em 2016, seguem até o mês de novembro, com reuniões dos grupos com os respectivos mentores, palestras, visitas e a apresentação dos projetos na Feira do Conhecimento do Colégio Loyola. O projeto, desenvolvido desde maio de 2015, é realizado em parceria com a Fundação Dom Cabral e incentiva jovens, de 12 a 17 anos, a desenvolverem suas ideias empreendedoras.

 

Fonte: Colégio Loyola (Belo Horizonte/MG)