Intercâmbio Brasil-Bélgica no Colégio Loyola

Jovens da capital Bruxelas passaram 40 dias em Belo Horizonte (MG)

26.08.2016-colegio-loyola-intercambio-1

O Colégio Loyola recebeu seis alunos do colégio jesuíta Sint-Jan Berchmanscollege, localizado em Bruxelas (Bélgica), entre os meses de julho e agosto. A iniciativa faz parte do programa de intercâmbio entre as federações de Colégios Jesuítas da Europa e da América Latina. Os jovens participaram de atividades acadêmicas, fizeram apresentações sobre o país de origem e visitaram pontos turísticos nos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro. O professor Tom Geeroms, que acompanhou o grupo, mostrou aos alunos do Ensino Médio do Loyola um pouco mais sobre a Bélgica, além de trazer uma visão externa sobre questões geopolíticas da região, como a recente saída do Reino Unido da União Europeia.

Para revelar como a experiência foi transformadora para os adolescentes, que têm entre 16 e 18 anos, os depoimentos de Camille, Chloé, Kobe, Matko, Max e Thibaut foram colhidos em dois momentos do intercâmbio: na chegada ao Brasil e na última semana, após quase 40 dias no país.

Nos primeiros dias, o principal impacto foi causado pela desigualdade social, muito mais visível aqui, no Brasil, do que na Bélgica, que é o 16º país do mundo no Índice de Desenvolvimento Humano Ajustado à Desigualdade (IDHAD). Já nosso país está em 76º nesse ranking, segundo dados de 2015 da ONU (Organização das Nações Unidas). Porém, nesse primeiro momento, os jovens identificaram que os brasileiros são pessoas que sabem alegrar-se com as pequenas coisas.

Na última semana, expressões e relatos ganharam mais aspectos. Do que os belgas vão sentir mais falta? Dos abraços, que são mais raros na comunidade de origem; da habilidade de viver o momento presente, sem se preocupar tanto com o futuro; da mente aberta e da sinceridade dos colegas brasileiros, confessaram eles. Assim, foram definidos os sentimentos na despedida, que vieram acompanhados também da vontade de colocar em prática o que aprenderam com a comunidade do Loyola e com a nova perspectiva de mundo desenvolvida. Os intercambistas acompanharam o Estágio Social Voluntário e a Ronda Noturna, iniciativas do Colégio Loyola, e agora planejam fazer sugestões ao colégio de origem.

Programa

O Programa de Intercâmbio Brasil-Bélgica é desenvolvido em parceria com o colégio jesuíta Sint-Jan Berchmans, sob a supervisão da FLACSI (Federação Latino-Americana de Colégios da Companhia de Jesus). O objetivo é aprofundar a experiência de reciprocidade direta envolvendo alunos e famílias. Em janeiro, seis alunos do Loyola estarão na Bélgica.

De acordo com a equipe responsável pela recepção dos alunos no Loyola, o intercâmbio proporciona aos estudantes do Ensino Médio vivências que exigem adaptação a novas situações e ambientes e tornam o intercambista uma pessoa mais flexível e preparada para a vida. Por envolver também aspectos acadêmicos, o intercâmbio leva não só ao crescimento pessoal, mas também à evolução acadêmica dos futuros profissionais.

 

Fonte: Colégio Loyola (Belo Horizonte/MG)