FAJE promoverá XII Simpósio Filosófico-Teológico

Encontro discutirá relações e tensões entre Filosofia e Teologia

1

As relações e tensões entre a Filosofia e a Teologia serão o tema do XII Simpósio Filosófico-Teológico que a FAJE (Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia) realizará, entre os dias 5 e 7 de outubro, em Belo Horizonte (MG). Reunindo palestrantes de várias partes do Brasil e do mundo, o evento será um rico momento de reflexões e debates entre pesquisadores, estudantes, professores e demais interessados no diálogo entre as duas disciplinas.

Segundo os organizadores, o evento não é voltado apenas para especialistas das duas áreas, pois abordará temas que tratam de questões fundamentais a todas as pessoas. “Primeiramente, é importante destacar que a Filosofia de que iremos tratar consiste em uma busca de sentido e esclarecimento para nossas vidas”, explica o reitor da FAJE, padre Álvaro Pimentel (foto). “Os grandes filósofos de todos os tempos se perguntaram sobre o que é a vida feliz, como podemos conviver entre nós numa sociedade justa e quais os caminhos para nos relacionarmos de modo verdadeiro e autêntico.” Padre Álvaro explica que essas perguntas são, na realidade, aquelas que a maioria das pessoas faz de modo espontâneo. “E as respostas muito variadas que foram dadas ao longo dos séculos, expressas na cultura de cada povo, sempre incluíram a relação entre o Ser Humano e Deus. O que a Filosofia faz, em grande parte, é refletir de modo crítico e criativo essas respostas, a fim de confirmá-las, questioná-las ou esclarecê-las”, completa o reitor da FAJE.

Pe. Alvaro Pimentel (Reitor da FAJE)-2E a Teologia? Onde entraria nisso? “A Teologia entra, justamente, como diálogo constante entre a fé e a cultura de cada época, a partir da experiência da Revelação de Deus”, esclarece padre Álvaro.  Segundo ele, a Teologia encontra na Filosofia uma aliada em sua missão: “o anúncio da Revelação supõe boa disposição humana e abertura do coração para a escuta. E essas disposições e aberturas se encontram bem refletidas por muitos filósofos, além, é claro, dos poetas e místicos de todos os tempos”.  O reitor explica que o estudante ou pesquisador de Teologia precisa ter uma dupla escuta, uma voltada para a Revelação e outra para as questões humanas. “Por isso a Filosofia, que se ocupa prioritariamente dessas questões, sempre foi o braço direito da Teologia. E a Teologia, ao aproximar o humano e o divino de um modo muito intenso, inspira e sugere à Filosofia novas questões”, completa, lembrando o exemplo de Platão e Aristóteles, que influenciaram a Teologia que, por sua vez, fecundou o pensamento humano de Agostinho e Tomás de Aquino.

“[…] espero que o Simpósio da FAJE faça uma avaliação rica e inovadora desse encontro inevitável entre Filosofia e Teologia, e aponte, não apenas novas possibilidades para a relação entre essas duas disciplinas, como também para pensarmos a convivência em sociedade […]”

Padre Álvaro Pimentel, reitor da FAJE

De acordo com o reitor, as tensões entre as duas disciplinas aparecem quando a Filosofia não apresenta o ser humano aberto, desejoso do seu Outro ou em busca de Deus, e a Teologia, por sua vez, não se coloca à escuta das perguntas humanas do seu tempo. “Por isso, espero que o Simpósio da FAJE faça uma avaliação rica e inovadora desse encontro inevitável entre Filosofia e Teologia, e aponte, não apenas novas possibilidades para a relação entre essas duas disciplinas, como também para pensarmos a convivência em sociedade, tanto as pessoas que creem em Deus, quanto as que simplesmente buscam um sentido na vida”, conclui o jesuíta.

Para os três dias do Simpósio, já confirmaram presença, como palestrantes, os professores e padres jesuítas Álvaro Pimentel, Eugênio Rivas, Geraldo de Mori, João MacDowell, Luiz Carlos Sureki e Nilo Ribeiro, da FAJE (BH); o padre jesuíta Mário de França Miranda e Lúcia Pedrosa de Pádua, da PUC-RJ (Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro); Lorenz Puntel, da Universidade de Munique; João Manuel Duque, da Universidade Católica Portuguesa; Pablo Mella, do Instituto Superior Pedro Francisco Bonó, da República Dominicana; Fernando Rey Puente, da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e Francisco de Aquino Paulino, da Universidade Católica de Fortaleza.

As edições anteriores do evento reuniram centenas de participantes de várias partes do país e trataram dos seguintes temas: Religiões para a paz ou para a guerra? Diálogos transdisciplinares, promovido em parceria com a PUC Minas, em 2015; Do humano ao pós-humano: encruzilhada ou destino?, em 2014; e Secularização, religião e sociedade, em 2013.

O XII Simpósio Internacional será aberto no dia 5 de outubro, com credenciamento às 16 horas. A primeira conferência será às 19 horas, com o tema A transformação da Teologia no impacto com a racionalidade moderna, proferida pelo Prof. Dr. Mário França Miranda, SJ. O evento prossegue nos dois dias seguintes, com ampla programação.

Inscrições pelo site www.faculdadejesuita.edu.br/simposio

 

Fonte: FAJE (Belo Horizonte/MG)