Papa Francisco nomeia novo porta-voz

Pontífice acolheu pedido de renúncia do padre jesuíta Federico Lombardi

13.07.2016-papa-novo-porta-voz-1

Após acolher a renúncia apresentada pelo padre jesuíta Federico Lombardi, então diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, o papa Francisco nomeou os jornalistas Greg Burke, como seu novo porta-voz, e Paloma García Ovejero, como vice-diretora da Sala de Imprensa do Vaticano.

No dia 11 de julho, o pontífice recebeu Greg e Paloma na Casa Santa Marta, em Roma (Itália). Os dois, que são especialistas em estratégias de comunicação e têm experiência em informações do Vaticano, assumem o cargo a partir do dia 1º de agosto.

Greg Burke é natural de Saint Louis, nos Estados Unidos e completará 57 anos em novembro. É membro numerário da Opus Dei. Em sua carreira como jornalista, trabalhou em empresas como Reuters, Metropolitan, National Catholic Register, Time e Fox News. Em 2012, Greg foi chamado pela Secretaria de Estado como consultor de comunicação. Desde 21 de dezembro de 2015 atuava como vice-diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé.

Paloma García Ovejero nasceu em Madri, na Espanha, em 12 de agosto de 1975. Reside em Roma desde 2012, colaborando com inúmeras emissoras de rádio e tevê. Atualmente, era correspondente do Vaticano para a emissora espanhola Cadena Cope. É a primeira mulher a assumir o cargo.

Despedida

13.07.2016-papa-novo-porta-voz-2O padre Federico Lombardi tem uma longa carreira nos meios de comunicação. Natural de Cuneo, no norte da Itália, completará 74 anos em agosto e tinha manifestado o desejo de aposentar-se.

Em 1973, o jesuíta tornou-se membro do Colégio de Escritores da revista La Civiltà Cattolica, do qual foi vice-diretor até 1984.

De 1991 a 2005, exerceu o cargo de diretor dos programas da Rádio Vaticano, assumindo a diretoria da emissora de 2005 a 2016. No mesmo período, acumulou a função de diretor do Centro Televiso Vaticano.

Além disso, entre 2006 e 2016, atuou como diretor da Sala de Imprensa do Vaticano. O jesuíta, respeitado pelos jornalistas vaticanistas, deixa o cargo depois de dez anos de intenso trabalho.

 

Fonte: br.radiovaticana.va/G1 | Foto: L’Osservatore Romano via AP (Associated Press)/ANSA