Homenagem aos migrantes e refugiados

Companhia de Jesus participa de eventos realizados no RS

O Programa Brasileiro de Reassentamento Solidário, parceria entre a Companhia de Jesus por meio de sua mantenedora ASAV (Associação Antônio Vieira) e o ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados), participou da 31ª Semana do Migrante, promovida pelo Serviço Pastoral dos Migrantes (SPM), entre os dias 12 e 19 de junho, em Porto Alegre (RS).

No Rio Grande do Sul, o evento foi organizado pela equipe do Programa Brasileiro de Reassentamento Solidário, pela Secretaria de Estado da Justiça e Direitos Humanos, pelas Defensorias Públicas do Estado do Rio Grande do Sul e da União, juntamente com o coletivo de entidades que compõem o Comitê Estadual de Atenção a Migrantes, Refugiados, Apátridas e Vítimas do Tráfico de Pessoas (Comirat). O evento foi marcado por seminários, rodas de debates, oficinas, assinatura de termos de cooperação para a defesa da causa dos migrantes e refugiados e shows musicais.

Dia Mundial do Refugiado

O Dia Mundial do Refugiado, que é comemorado em 20 de junho, foi criado pela Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), em 2001. A data simbólica proporciona um momento de reflexão sobre a situação das pessoas que cruzam fronteiras em busca de proteção.

No domingo (19), uma missa em homenagem a data foi celebrada. Na cerimônia, realizada na Igreja Pompeia, em Porto Alegre (RS), aconteceram orações em diversas línguas.  A convivência pacífica entre os povos foi retratada por meio de um conjunto de bandeiras de diversos países, que cercaram o altar, traduzindo o sentimento das cerca de 100 pessoas que participaram da celebração.

O padre João Marcos Cimadon, pároco da Igreja Pompeia, destacou que a solidariedade cultural tem muito a acrescentar na sociedade atual. “Jesus se encontra nos haitianos, nos sírios, nos senegaleses, em todas as pessoas, mesmo naquelas que não professam a fé católica. Cristo está em todos eles, que têm muito a nos ensinar. Hoje, somos desafiados pelo mundo cheio de divisões, que olha para o diferente com desprezo. O Senhor nos convida a ver o outro como irmão, como companheiro na caminhada”, salientou.

Após a missa, os fiéis participaram da Caminhada pela Paz, fazendo o trajeto da Igreja Pompeia em direção ao Parque Farroupilha, um dos principais parques da capital gaúcha. Sem deixar se abater pelo frio de 5ºC, autoridades municipais e estaduais, representantes de entidades e migrantes foram em caminhada até uma Tenda Humanitária, montada junto ao Monumento ao Expedicionário. O ponto de encontro reuniu informações sobre o refúgio e uma exposição de trabalhos das entidades parceiras da ASAV. Segundo a coordenadora do Programa Brasileiro de Reassentamento Solidário, Karin Wapechowski, migrantes de 54 etnias participaram da cerimônia.

 

Educação

Em comemoração ao Dia Mundial do Refugiado, a ASAV, como mantenedora das instituições educativas jesuítas na região Sul do Brasil, firmou parceria com a rede municipal de educação de Porto Alegre (RS). O objetivo é proporcionar momentos de formação sobre a temática do refúgio no Brasil e no mundo aos professores. O intuito é capacitar os educadores para o trabalho com os alunos em aula.

O Colégio Anchieta, de Porto Alegre (RS), desenvolve um trabalho na mesma linha de atuação. Além de palestra aos professores, a instituição está promovendo uma campanha de arrecadação de celulares para serem doados aos refugiados acolhidos pelo Programa de Reassentamento Solidário, que já atendeu mais de 400 pessoas em seus 13 anos existência.

 

Fonte: ASAV (Associação Antônio Vieira)