Solidariedade ao Equador


Voluntária da Hogar de Cristo, centro social da Companhia de Jesus no Equador, conversa com as famílias das áreas afetadas pelo terremoto

Voluntária da Hogar de Cristo, centro social da Companhia de Jesus no Equador, conversa com as famílias das áreas afetadas pelo terremoto

A Companhia de Jesus está promovendo ações de solidariedade no Equador desde o dia 16 de abril, quando um terremoto de magnitude 7,8 na escala Richter atingiu a costa noroeste do país, na região próxima à cidade de Muisne, que fica a 173 quilômetros da capital Quito. Segundo as autoridades equatorianas, mais de 650 pessoas morreram e cerca de 16,6 mil ficaram feridas.

O padre Gilberto Freire, provincial da Companhia de Jesus no Equador, enviou uma carta aos jesuítas de outros países para pedir a colaboração de todos nesse momento delicado. Na mensagem, padre Gilberto fala sobre as frentes de trabalho e as possibilidades de ajuda. Clique aqui e saiba mais.

O trabalho dos voluntários está sendo essencial para ajudar as famílias, que ficaram desabrigadas após o terremoto. “A solidariedade inaciana nos convida a não nos deixarmos ficar imóvel à realidade dos outros. Ela nos inspira a ajudar no gerenciamento das doações que temos recebidos dos nossos alunos e suas famílias. Enviamos esse material para as frentes de apoio em Manabí e em coordenação com o nosso trabalho na região, como orientado pelo padre provincial, Gilberto Freire”, conta o padre jesuíta Edwin Moscoso, no boletim da Rede de Juventude Inaciana do Equador. Clique aqui e leia mais.

 

Campanha S.O.S Equador

A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e a Cáritas Brasileira lançaram a campanha SOS Equador em solidariedade às vítimas do terremoto. A iniciativa responde ao apelo do papa Francisco ao pedir para que todos rezem pelas populações que sofrem.

Em nota, a presidência da CNBB e da Cáritas Brasileira convidam as comunidades a colaborarem com essa ação em favor das vítimas do terremoto. “Conclamamos as dioceses, paróquias, comunidades, congregações, colégios e todas as pessoas de boa vontade para a realização de uma grande corrente de oração e coletas de solidariedade em favor do Equador, lembrando tantas mães, pais e filhos falecidos nessa tragédia”, expressaram as entidades.

Os recursos financeiros arrecadados com a Campanha de Solidariedade SOS Equador serão destinados para ações de socorro imediato às vítimas (água potável, alimentos, abrigos e atendimento a necessidades básicas, especialmente de crianças, mulheres, idosos e pessoas com deficiências). Posteriormente, os recursos serão utilizados para a reconstrução das condições de vida da população afetada.

Assista ao vídeo da campanha:

 

Caritas Internationalis

A Caritas Internationalis lançou, em nome da Cáritas Ecuador, o Apelo Emergencial (EA, na sigla em inglês) 12/2016, em resposta aos danos causados pelo terremoto. O EA 12/2016 tem como meta o atendimento de 700 famílias (cerca de 3,5 mil pessoas) e prevê ações em quatro eixos: segurança alimentar e artigos não alimentícios, como apoio espiritual, psicológico, social e fortalecimento comunitário; além da reconstrução de moradias e a reativação econômica para a obtenção de meios de sobrevivência.

O EA terá duração de 12 meses (de 1º de maio de 2016 a 30 de abril de 2017) e deverá contar com um orçamento de cerca de 1,4 milhão de euros. O EA 12/2016 da Caritas Internationalis vem reforçar a Campanha de Solidariedade ao Equador – SOS Equador, lançada pela CNBB e a Cáritas Brasileira.

700 famílias serão beneficiadas pelo apelo emergencial da Caritas Internationalis

As 700 famílias que serão beneficiadas pelo apelo emergencial foram selecionadas com base em um conjunto de critérios: perderam tudo e têm poucas possibilidades de recuperar-se econômica e socialmente; receberam ajuda insuficiente ou inexistente de outras organizações; possuem mulheres como principal mantenedora (elas são chefes do núcleo familiar); incluem mulheres grávidas e com filhos menores de idade; possuem chefes de família sem trabalho; possuem membros com necessidades especiais.

 

Doações

A coleta em solidariedade às vítimas pode ser realizada por meio das contas bancárias, administradas pela Cáritas Brasileira:

Banco do Brasil

Agência: 3475-4

Conta Corrente: 33.362-X

 

Caixa Econômica Federal

Operação: 003

Agência: 1041

Conta Corrente: 3824-6

 

 

 Fontes| www.jesuitas.ec/ pt.zenit.org / caritas.org.br / www.cnbb.org.br/ g1.globo.com/