Catedral do Rio recebe Exposição de Presépios

As peças de 40 países fazem parte da coleção particular do padre jesuíta José Maria Fernandes

O Centro Loyola de Fé e Cultura da PUC-Rio e a Catedral Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro promovem, até o dia 20 de dezembro, uma exposição com 160 presépios de várias partes do mundo. As peças, produzidas por artistas e artesãos de 40 países, incluindo o Brasil, fazem parte da coleção particular do padre jesuíta José Maria Fernandes.

Além de representar a cena do nascimento de Cristo, os presépios da mostra apresentam traços da cultura e da história de seus locais de origem. A peça do Japão, produzida com bambu, traz Maria, José e o menino Jesus com os olhos puxados e vestindo kimono. No presépio do Cazaquistão, a estrebaria dá lugar a um tipo de cabana típica das regiões rurais do país. As referências estão tanto na forma de esculpir ou montar as peças, quanto nos materiais utilizados, como o couro das renas, do Canadá, ou a pele de uma cobra, da Ilha de Java. Na exposição, a peça mais antiga data do século XIX e é herança de família do padre José Maria.

O artesanato popular brasileiro também marca presença na mostra, por meio de 70 peças adquiridas em diferentes estados, principalmente em Minas Gerais. Além da cultura, o destaque neste caso vai para a diversidade natural do país, em peças confeccionadas com as sementes de plantas da Amazônia; as conchas e o coco das praias da Bahia; o barro e a buchinha de Minas; o capim dourado do Centro-Oeste, entre outros.

História dos presépios

Uma das primeiras representações de Maria com o menino Jesus nos braços foi encontrada em um mural pintado nas Catacumbas de Priscila, em Roma (Itália), e data do século III d.C. Pelos séculos, a imagem da Madonna (Maria com o menino) inspirou artistas e foi recriada em ícones bizantinos, pinturas renascentistas e diferentes escolas de arte sacra.

O primeiro presépio foi montado por São Francisco de Assis no Natal de 1223. O intuito do frade católico era explicar as pessoas mais simples o significado e como foi o nascimento de Jesus Cristo. No século XVIII, a tradição de montar o presépio, dentro das casas das famílias, se popularizou pela Europa e, logo em seguida, por outras regiões do mundo. Desde então, todos os anos, as pessoas montam seus presépios mantendo uma das mais importantes tradições natalinas.

SERVIÇO
Exposição de Presépios
Acervo e curadoria: Padre José Maria Fernandes, SJ.
Data: De 21 de novembro e 20 de dezembro, das 8h às 16h.
Local: Catedral Metropolitana de São Sebastião do Rio de Janeiro

Endereço: Avenida Chile, 245 – Centro (Rio de Janeiro)

Mais informações: www.clfc.puc-rio.br
 

 

Fonte| Centro Loyola de Fé e Cultura da PUC-Rio/ www.suapesquisa.com/natal/presepio_natal