Intercâmbio na ETE

O jovem italiano Gabriele Raponi, de 16 anos, ficará um ano no Brasil

O italiano Gabriele Raponi (foto), de 16 anos, participa de um programa de intercâmbio cultural e deve ficar um ano no Brasil, em Santa Rita do Sapucaí (MG). Neste período, o jovem, que é de Florença, cidade próxima a Roma, optou por estudar na ETE FMC (Escola Técnica de Eletrônica Francisco Moreira da Costa) e está matriculado no 2º ano do Ensino Médio Regular.

Este não é o primeiro intercâmbio de Gabriele, que também já passou por experiências semelhantes na França, Espanha e Inglaterra, mas por períodos menores. “Sou uma pessoa curiosa que gosta muito de viajar. Em novembro de 2014, participei de testes para o Programa de Intercultura que decide qual será o destino do intercâmbio, e dessa vez foi o Brasil”.

Gabriele Raponi conta que se acostumou logo com a cidade e tem gostado do ambiente da ETE FMC, onde já fez várias amizades. “Venho de uma cidade grande. Santa Rita é acolhedora, as pessoas são próximas. Na Itália não existe este tipo de convivência. A ETE é diferente das escolas que já estudei, a maioria dos alunos ficam em tempo integral, são mais focados e dedicados aos estudos”.

Segundo o professor João Paulo Sampaio, diretor pedagógico da instituição, o italiano adaptou-se bem ao ritmo escolar. “Ele é um menino muito extrovertido, o que facilitou sua adaptação na escola. Para os alunos da ETE, especialmente o Ensino Médio Regular, é uma interação muito rica, uma troca de conhecimentos, uma vez que traz para nós, experiências diferentes e a cultura de um outro país, além da oportunidade de praticar a língua inglesa”, finaliza.

 

Fonte| ETE FMC