Casa Inaciana da Juventude inicia atividades

CIJ realizou uma retrospectiva de 2014 e apresentou o calendário de 2015

Em março, a CIJ (Casa Inaciana da Juventude) deu início às atividades de 2015. No dia 7, o Ir. Ubiratan Costa, diretor da instituição, realizou uma retrospectiva de 2014 e apresentou o calendário desse ano, que contará com momentos de espiritualidade, encontros de formação, acompanhamento vocacional, atividades esportivas, artísticas e culturais.

No encontro, o padre Agnaldo Duarte disse que a Casa Inaciana da Juventude acolheu o desafio de pensar, propor e executar o plano de voluntariado jovem em âmbito nacional, dentro do Programa MAGIS Brasil. Para o jesuíta, que coordenará o projeto, “esse novo desafio inaugura uma nova etapa da CIJ, que, agora, precisará ter uma dimensão nacional e ser articuladora do trabalho em redes”.

Encontros

Nos dias 14 e 15 de março, a CIJ realizou dois eventos: o Reconciliar Jovem e o debate, suas primeiras atividades do ano. O Reconciliar Jovem foi marcado pela reflexão sobre as cruzes que cada pessoa carrega, principalmente, àquelas que são frutos de pecados sociais como a omissão e a falta de solidariedade. Após essa reflexão, os jovens reconciliaram-se consigo e com sua história, ao mesmo tempo em que renovaram o desejo de seguir o Cristo amigo.  

O encontro é resultado de uma pareceria da CIJ com o GTJ (Grupo de Trabalho Juventudes) da Paróquia Cristo Rei, em Fortaleza (CE).  O Reconciliar Jovem acontece no período quaresmal e propõe que, através do silêncio e da oração pessoal, os jovens aprofundem sua experiência de oração pessoal, à luz dos Exercícios Espirituais propostos por Santo Inácio de Loyola.

Já no dia 15, a Conjuntura Política do Brasil foi o tema do debate organizado pelo Grupo de Universitários da CIJ. No encontro, os jovens debateram assuntos atuais como manifestações, impeachment, corrupção, liberdade de expressão e democracia.

O debate contou com a colaboração de três convidados: Luizete Vicente, militante do Movimento Negro, integrante do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores e estudante de Comunicação Social; Rodrigo Santaela, mestre em Ciência Política, integrante do diretório estadual do Partido Socialismo e Liberdade e professor do IFCE (Instituto Federal do Ceará); e Ricardo Moura, jornalista, doutorando em Sociologia pela UFC (Universidade Federal do Ceará).

Para Jonas Santos, um dos jovens coordenadores do Grupo Universitários, “a presença dos três convidados não buscou uma polarização do debate, mas sim a possibilidade de uma leitura ampla e diversa acerca do momento vivido no Brasil”.

 

Fonte| Casa Inaciana da Juventude