Alunos do Diocesano elegem líderes de turma

Eleição contou com o apoio do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí

Os alunos do 4º ano do Ensino Fundamental até a 3ª série do Ensino Médio do Colégio Diocesano elegeram seus representantes, no dia 18 de março. A eleição contou com o apoio do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE), que disponibilizou urnas eletrônicas, tornando o processo de votação mais próximo da realidade.

“A eleição dos líderes de turma nos prepara não só para escola, mas também para vida. Somos seres políticos. As pessoas da minha turma confiam em mim e acreditam que posso fazer um bom trabalho aos representá-los”, afirma Nadilah Gabrielle Batista Vilela, candidata a representante de turma da 1ª série do Ensino Médio. Para João Pedro da Costa Martins, aluno do 8º ano do Ensino Fundamental, o representante deve ajudar na comunicação e mediar às relações entre alunos e professores.

A coordenadora do Serviço de Orientação Educacional (SOE), Lilia Cristiana Lopes de Carvalho, ressaltou a importância desse momento para os alunos: “A eleição de líder de turma possibilita aos alunos praticar o exercício da cidadania.” De acordo com ela, os alunos se percebem como participantes do processo, podendo votar no candidato que acreditam ser o melhor.

No processo eleitoral, os alunos participaram de momentos de formação sobre liderança inaciana e sobre o processo eletivo. Segundo Lilia, o líder inaciano deve ser cooperativo, no sentido de mediar às relações na turma, ser entusiasta, animando a sala e auxiliando na melhoraria de aspectos deficientes. “Muitas vezes o aluno que é candidato, não possui postura de líder, mas passa a assumi-la a partir do momento que percebe a seriedade do processo. É interessante observar a evolução desses casos específicos”, acentua a coordenadora.

Franco Ângelo Lopes, candidato a representante de turma da 3ª série do Ensino Médio, diz que a liderança que se desempenha na turma influencia no futuro profissional e ajuda a atuar de forma justa na sociedade. “Foi como aprendemos durante nossa formação no Colégio”, ressalta Lopes.

 

Fonte| Colégio Diocesano