Inovação é um dos focos do Curso de Administração da FEI

Utilização de metodologia de Mapa Conceitual permite formar profissionais para o mercado de trabalho

O profissional de Administração pode atuar em diversas áreas, como Marketing, Vendas, Planejamento, Finanças, Suprimentos e Estratégia, Recursos Humanos, Pesquisa, Desenvolvimento e Tecnologia da Informação. Além de formar administradores capacitados para atuar em um mercado tão diversificado, o Centro Universitário da FEI adotou em 2014, uma nova metodologia de ensino, que utiliza Mapa Conceitual, para desenvolver competências. A FEI é reconhecida no meio pela qualidade dos profissionais egressos da Instituição e por ter sido a primeira faculdade de Administração do Brasil.

O Mapa Conceitual, utilizado pela FEI, baseia-se no modelo da Pedagogia das Competências, que requer profundas alterações no processo de ensino-aprendizagem, nas condutas e atitudes de alunos e docentes e na relação entre eles, em sala de aula. Na prática, as aulas expositivas diminuem para dar lugar à intensificação de outras atividades, por meio do uso de metodologias de ensino diversificadas. Por exemplo, os conteúdos, sempre que possível, são contextualizados, trabalhados em associação com a vida profissional do aluno. Os professores procuram utilizar relatos de situações vividas pelos estudantes no trabalho, solicitando que relacionem as ferramentas usadas nas organizações em relação ao tema em estudo.

Nessa metodologia, que inclui a adoção dos mapas conceituais, o que se pretende é que o aluno seja o sujeito da aprendizagem, desenvolva sua autonomia, tomando a iniciativa de buscar conhecimentos e experiências. O aluno é estimulado a responder, antever e resolver problemas com autonomia e visão crítica. Já o professor atua como mediador da aprendizagem; e exerce papel estimulador, que leva o aluno a aprender a aprender. O objetivo é garantir práticas educativas que tenham participação ativa dos estudantes e sejam voltadas ao exercício profissional, visando formar profissionais dinâmicos e adaptáveis às rápidas mudanças no mundo do trabalho.

Para a aluna Clara Beltran, do 3º semestre da FEI no Campus São Paulo, o curso de Administração abriu muitas possibilidades profissionais. A jovem de 21 anos trocou a faculdade de Direito pela de Administração, para ter uma formação mais abrangente, com oportunidades de atuação em diversas áreas. “Entrei na FEI pensando em trabalhar em Marketing. Durante o estágio, em uma multinacional fabricante de artigos esportivos (Nike), fui responsável pelas atividades operacionais do setor de ações sociais e tive contato com outras áreas, como Jurídica, Fiscal, Financeira, e hoje tenho uma visão mais completa da empresa. Além disso, a disciplina de Contabilidade me auxiliou no controle de estoque e em outras tarefas.”

Segundo Clara, cursar Administração mudou até sua forma de se relacionar com as pessoas, por meio do ensino de Psicologia e Sociologia. Ela também descobriu aptidão para lidar com números e se diz pronta para assumir desafios, como o novo estágio em uma empresa do setor financeiro, que teve início em novembro.

O curso da FEI tem duração de quatro anos. Entre as disciplinas estão sociologia, ética, direito, matemática, estatística, produção, logística e estratégia empresarial, além de disciplinas complementares. Com a metodologia de mapas conceituais, aplicada às disciplinas, os alunos podem desenvolver habilidades e competências exigidas pelo mercado, além de raciocínio lógico e analítico. A partir de 2017, serão implementadas disciplinas eletivas, de acordo com a demanda de mercado e dos alunos.

Segundo o coordenador do curso de Administração do Campus São Paulo, professor William Francini, um dos principais desafios é capacitar os alunos para que possa identificar oportunidades de negócios e de inovação, seja pela criação de novos produtos ou serviços. Assim, conhecer a realidade das empresas e do ambiente de negócios é fundamental para o profissional, bem como manter-se atualizado em relação à economia, tecnologia e características sociais e políticas do Brasil e do mundo. “Nesse sentido, dentro das disciplinas de empreendedorismo, marketing e estratégia, por exemplo, são discutidas as tendências e novidades, como a utilização de jogos empresariais, que simulam ambientes de negócios. Outro diferencial importante é que utilizamos pesquisa e estudos realizados pelos professores de pós-graduação para enriquecer as aulas”, explica Francini.

 

Fonte: FEI