Pesquisa Top of Mind

Colégio dos Jesuítas é a escola particular mais lembrada em Juiz de Fora

Em sua 16ª edição, a pesquisa “Top of Mind”, do jornal Tribuna de Minas, apontou mais uma vez o Colégio dos Jesuítas como a escola particular mais lembrada entre os mais de 1.200 juiz-foranos entrevistados. A iniciativa tem como objetivo identificar as marcas mais lembradas pelas pessoas em setores como serviço, comércio, saúde, educação, entretenimento e responsabilidade social.

A pesquisa foi realizada entre os dias 27 de março a 4 de abril deste ano, e 1.239 pessoas foram entrevistadas* em Juiz de Fora (MG). Cerca de 90% da população do município participou da pesquisa. O resultado foi divulgado no último dia 28 de setembro.

A matéria do jornal Tribuna de Minas, que anunciou o resultado da categoria, destacou, entre outros aspectos, o “trabalho sério e incansável realizado”, a “associação da tradição e da modernidade no ambiente escolar” e a “estrutura excelente” no Colégio dos Jesuítas.

No texto, o esforço diário de todos na comunidade educativa − professores, estudantes, familiares e, também, os antigos alunos − é ressaltado pela diretora geral da instituição, Heloísa Maria Barroso e Silva. “São pessoas que somam suas competências e habilidades na missão de formar homens e mulheres preparados para não se conformarem diante de injustiças sociais, atuando na transformação da realidade em que estão inseridos.”, aponta a professora.

A matéria abordou também a atuação em rede da instituição de ensino, sob a inspiração de Santo Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus: “o colégio faz parte de uma rede de ensino centenária, conhecida como Rede Jesuíta de Educação, na qual a excelência no ato de ensinar se reflete em números. Atualmente, são mais de 1.500 unidades em mais de 60 países. Embora atuem em realidades distintas, a essência é a mesma: os educadores, jesuítas e leigos – se inspiram nas visões e nos ensinamentos de Santo Inácio “.

* Todos os entrevistados tinham mais de 16 anos e o percentual de homens e mulheres abordados, a faixa etária e a quantidade de pessoas ouvidas em cada bairro foram calculados a partir do Censo 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Fonte: Colégio dos Jesuítas