O Sagrado no Cinema é tema de curso no Rio de Janeiro

Iniciativa é o resultado de uma parceria entre o Centro Loyola e o Projeto Comunicar da PUC-Rio

O Centro Loyola de Fé e Cultura em parceria com o Projeto Comunicar, do Departamento de Comunicação Social da PUC-Rio, promove o curso O Sagrado no Cinema: Narrativa e Experiência, entre os meses de setembro e novembro. A proposta é despertar em cada indivíduo um caminho de interpretação fílmica e espiritual.

O curso será realizado sempre às segundas-feiras, das 19h às 22h, na PUC-Rio. As Inscrições estão abertas pelos telefones (21) 3527-2010 / 99479-1442, pelo e-mail scursosloyola@puc-rio.br ou pelo site www.clfc.puc-rio.br, onde é possível ver um trecho de cada filme que será apresentado durante o curso.

Confira a programação:

Dia: 8 de setembro

Professor: Miguel Pereira

Filme: Genesis (Genesi: la creazione e il diluvio). 96 minutos. Itália 1994.

Direção: Ermanno Olmi. Com Annabi Abdeliali (Caim) Omero Antonutti (Noé e voz), Sabir Aziz (Adão), B. Haddan Mohammed (Abel) e Haddou Zoubida (Eva).

O filme conta a história bíblica do começo do mundo ao dilúvio, narrada, através de um velho patriarca de uma tribo nômade do Marrocos, ao seu sobrinho.

 

Dia: 15 de setembro

Professor: Miguel Pereira

Filme: Santo Agostinho (Agostino d´Ippona). 115 minutos. Itália 1972.

Direção: Roberto Rossellini. Com Dary Berkany (Santo Agostinho), Virginio Gazzolo (Alipio), Cesare Barbetti (Volusiano), Bruno Cattaneo (Maximo) e Leonardo Fioravanti (Milésio).

A vida de Santo Agostinho e suas disputas teológicas de afirmação de um pensamento unificado da Igreja Católica e no combate às heresias do seu tempo.

 

Dia: 22 de setembro

Professor: Flavio Kactus

Filme: O Evangelho Segundo São Mateus (Il Vangelo Secondo Matteo). 132 minutos. Itália 1964.

Direção e roteiro: Pier Paolo Pasolini. Com: Enrique Irazoqui, Margherita Caruso, Susanna Pasolini, Marcelo Morante, Giorgio Agamben.

Com um texto muito calcado no Evangelho de São Mateus, a narrativa surpreende com um Cristo forte, contestador, que lança os fundamentos morais de uma nova civilização. Interpretada por não atores, a vida de Cristo ganha contornos de humanidade e de veracidade histórica, expressão da beleza poética pasoliniana.

 

Dia: 29 de setembro

Professor: Flávio Kactus

Filme: Godspell – A Esperança (Godspell). 120 minutos. USA, 1973.

Direção: David Greene. Com: Victor Garber, Katie Hanley, David Haskell, Merrell Jackson, Joanne Jonas, Robin Lamont, Gilmer McCormick , Jeffrey Mylett , Jerry Sroka Lynne Thigpen e John-Michael Tebelek.

Fantasia musical sobre a vida de Jesus Cristo e da pregação de seu Evangelho, em que João Batista monta uma banda com jovens discípulos para seguir e divulgar os ensinamentos de Jesus. Uma renovada interpretação das lições do Evangelho, repleta de inesquecíveis canções e números de dança.

 

Dia: 6 de outubro

Professora: Angeluccia Habert

Filme: Teresa (Thérèse). 87 minutos. França, 1986.

Direção: Alain Cavalier. Com: Catherine Mouchet, Hélène Alexandridis , Aurore Prieto, Clémence Massart-Weit, Sylvie Habault , Nathalie Bernart e outros.

A história de Santa Terezinha de Jesus, cem anos depois, narrada com um assombroso despojamento. Retoma outra forma de ordenação da relação do homem e do acontecimento com o mistério da vida e sugere ao espectador uma oportunidade de construir o próprio caminho de reflexão, fugindo totalmente ao gênero “entretenimento edificante”. Deixa o registro homilético para adotar um registro poético, ao recortar o cotidiano em gestos, rostos e objetos.

 

Dia: 20 de outubro

Professora: Angeluccia Habert

Filme: A paixão de Joana D’Arc (La Passion de Jeanne D’Arc). 98 minutos. França,1927. Restaurado em 1985. Direção: Carl Theodor Dreyer. Com: Maria Falconetti,  Eugène Silvain, Eugène Berley, Maurice Schutz,  Antonin Artaud, Michel Simon, Jean d’Yd  e 2000 extras.

O roteiro narra a história da donzela de Orleans e é baseado nos registros verídicos do processo. Processo, condenação, preparação do suplício são tratados somente com primeiros planos, a montagem e os subtítulos fazem passar inadivertidos os movimentos da câmera e as expressões faciais e os gestos ganham extraordinária importância. O realismo, a concretude das tomadas, a construção do olhar sublinham esta vontade de mostrar o embate da jovem visionária e a sua fragilidade inspirada em relação aos juízes implacáveis.

 

Dia: 27 de outubro

Professor: Ney Costa Santos

Filme: Francisco, o arauto de Deus (Francesco, Giullare di Dio). 75 minutos Itália, 1950.

Direção: Roberto Rossellini: Com: Aldo Fabrizzi, dezessete monges franciscanos do convento “Nocere Inferiore” e atores não profissionais.

Fiel às ideias de anti-espetáculo do neorrealismo italiano, Rossellini faz um filme simples e singelo, uma espécie de franciscanismo cinematográfico, muito distante das versões convencionais da vida do santo. Um filme belamente desafiador.

 

Dia: 3 de novembro

Professor: Ney Costa Santos

Filme: Teresa, o corpo de Cristo (Teresa, el cuerpo de Cristo ). 92 minutos. Espanha, 2007.

Direção e roteiro: Ray Loriga. Com: Paz Vega , Leonor Watling , Geraldine Chaplin, José Luis Gómez, Eusebio Poncela, Álvaro de Luna, Paula Errando, Ángel de Andrés , Amparo Valle, Javier Mejía.

O filme conta a história de Teresa de Ahumada, filha de um rico comerciante de ascendência judaica, que renovou a vida religiosa na Espanha com textos místicos de excepcional beleza e sua ação como fundadora de conventos. Visionária e destemida, enfrentou a Inquisição e tornou- se a primeira Doutora da Igreja. Embora o filme tenha uma narrativa convencional, é bem produzido, faz uma cuidadosa reconstituição de época e não foge dos temas mais polêmicos da vida de Teresa.

Fonte: Centro Loyola PUC-Rio | Foto: Reprodução