Unicap lança cursos de Medicina e Enfermagem

Universidade firmou parceiras e convênios com hospitais do Estado de Pernambuco

Na foto, da esquerda para direita, o professor Luciano Pinheiro, pró-reitor Administrativo; Padre Pedro Rubens, reitor da Unicap; professora Aline Grego, pró-reitora Acadêmica; professora Erideise Gurgel, coord. do curso de Medicina, e o professor Aranildo Lima, diretor do Centro de Ciências Biológicas e Saúde – CCBS.

O MEC (Ministério da Educação) publicou no Diário Oficial da União a autorização para a abertura do curso de Medicina da Unicap, no dia 16 de maio. A Unicap será a primeira universidade jesuíta do Brasil a oferecer o curso de Medicina. Outra novidade do Vestibular 2014 é o curso superior de Enfermagem, que será oferecido no turno da noite.

No ano passado, a comissão de avaliação do MEC concedeu conceito 4 ao curso de Medicina da Unicap, numa escala que vai de 1 a 5, o que significa um conceito muito positivo. No início deste ano, o curso teve a aprovação do Conselho Nacional de Saúde. O curso de Medicina está organizado em doze períodos (seis anos) e irá funcionar em horário integral pela manhã e à tarde, além de contar com a política de bolsas e financiamentos trabalhada pela Unicap. O aluno que atender ao perfil socioeconômico e à legislação vigente poderá ser beneficiado com Fies, Prouni, Aplub e bolsas de assistência social da própria Unicap.

A Universidade firmou também parcerias com hospitais de alta complexidade administrados pelo Governo do Estado de Pernambuco, além dos hospitais filantrópicos Maria Lucinda e Santa Casa de Misericórdia. Foram estabelecidos também convênios com a Prefeitura de Olinda para atuar nas policlínicas e nas unidades de saúde da família da cidade. Há ainda uma parceria com a Prefeitura do Recife. No caso da capital pernambucana, o curso de Medicina da Unicap se utilizará de parte da estrutura da Maternidade Barros Lima.

O curso de Medicina da Católica contará com o que há de mais moderno. Entre os laboratórios, destaca-se o Centro de Simulação com bonecos robotizados e softwares que simulam situações fisiológicas e patológicas do ser humano. “Além da tecnologia, ressalto que os alunos já irão colocar o aprendizado em prática desde o 1º período, atuando nos núcleos de atenção básica”, explicou a coordenadora do curso, Drª Erideise Gurgel.

Erideise também destaca o caráter humanista dos futuros médicos formados pela Unicap. “Vamos ensinar o estudante a ver o paciente com respeito e não apenas como instrumento de aprendizado. A alta tecnologia será aliada aos exames físicos, ao toque. O aluno precisa valorizar a queixa do paciente”, ressaltou.

Fonte: Unicap