Jovens da CAJU visitam Espaço das Profissões em GO

Evento voltado a estudantes de ensino médio foi promovido pela Universidade Federal de Goiás

Jovens da CAJU (Casa da Juventude Pe. Burnier) participaram do Espaço das Profissões, no dia  9 de abril. O evento, promovido pela Universidade Federal de Goiás, é voltado a estudantes de ensino médio. No espaço, os jovens se encontrar com alunos e profissionais da universidade e têm a oportunidade de conversar e tirar dúvidas sobre as profissões.

Para as adolescentes Claricy Silva Raposo,15, Amanda Pereira da Silva, 12, e Brennda Moreira da Conceição Pires, 14, participar do evento foi importante, pois elas passaram a conhecer os cursos que a instituição oferece. “Ficou mais fácil planejar o futuro, agora sei qual curso fazer”, diz Amanda que deseja cursar Engenharia Civil. “É bem legal estudar leis para ajudar as pessoas. A palestra que participei despertou meu interesse pelo Direito”, conclui Claricy.

Conversar com os universitários foi fundamental para diminuir as dúvidas, conta Brennda. A jovem diz que ainda não escolheu qual curso que estudará, porém admite que o encontro foi proveitoso. “Estou em dúvida entre Psicologia, Dança e Direito, mas a feira me ajudou a definir as profissões que mais gosto”, pontua.

O educador Murray Souza, considera essencial esse tipo de evento para auxiliar o estudante na hora de escolher um curso. Ele ainda complementa que o jovem da CAJU não precisa se sentir vítima social. “O passeio serviu pra mostrar que o meio acadêmico pode fazer parte da rotina dos adolescentes. Para muitos foi uma descoberta valorosa, que os ajudará no futuro”, ressalta.

“A escolha profissional não precisa ser feita de forma apressada, apenas nos últimos anos do ensino médio. Quanto mais cedo o adolescente tiver contato com os diversos cursos, mais facilidade e tranquilidade terá para optar”, conclui o educador Natanael Ferreira da Silva. Segundo ele, a CAJU tem a preocupação em garantir ao adolescente o direito de ser e de experimentar inúmeras possibilidades, além de desenvolver habilidades, projetos e sonhos.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da CAJU