Santo Inácio ganha destaque em competições de Física e Astronomia

Alunos participaram da OBA e da International Young Physicists' Tournament

Com uma equipe inscrita no International Young Physicists' Tournament (IYPT) 2014-Brasil e um aluno na Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA), o Colégio Santo Inácio foi representado em duas respeitadas competições, que testam conhecimentos e a inventividade de estudantes do mundo inteiro, em abril. Pedro Lisboa, que integra a equipe Quantum Pistols, no IYPT, participou – com mais cem estudantes de todo o País – de mais uma etapa da OBA, no dia 5 de abril, em Barra do Piraí (RJ).

Em janeiro, ao lado de Daniel Schulman, Pedro esteve no Space Camp Brasil, evento que reuniu os estudantes com melhores colocações na OBA. Agora, ambos fazem parte da Quantum Pistols, ao lado de  Clara Faria e Eduardo Alves.  O professor de Física, Fabio Barroso, acompanhou o grupo na viagem a São Paulo, entre os 11 e 13 de abril.

Os alunos foram classificados para o IYPT devido às soluções oferecidas para 5, dos 17 problemas de Física, propostos pela organização do torneio.  Além de um motor de borracha, um holograma em plástico, uma máquina termoelétrica, um experimento com cordas e um freio magnético, a Quantum Pistols já busca resolver outras questões, além do mínimo exigido pela competição.

“Os competidores sempre apresentam outros casos durante o torneio. Estamos procurando um local adequado para testes com protótipos, no momento. Precisamos de áreas imensas, como as praias, mas absolutamente desertas, porque haverá lançamentos de objetos em alta velocidade”, conta Daniel Schulman.

Para a aluna Clara Faria, a oportunidade de confrontar ideias de estudantes de outras escolas e de outras partes do Brasil é tão estimulante quanto a preparação de soluções originais para os problemas. Já Pedro Lisboa aponta no IYPT-Brasil um ambiente propício à familiaridade com o rigor científico. O aluno Eduardo Alves lembra que o torneio é considerado a Copa do Mundo para os jovens que se interessam pelo estudo da Física. “Participar não leva apenas a aprimorarmos conhecimentos, mas ganhamos uma experiência de vida”, diz.

Fonte: Colégio Santo Inácio (RJ)