Dilma Rousseff presenteia papa Francisco

Presidente elogiou atuação dos jesuítas no país

Após o encontro oficial com o papa Francisco, realizado na sexta-feira (21/02), a presidente, Dilma Rousseff, participou de uma coletiva de imprensa. Na ocasião, Dilma falou sobre os presentes entregues ao pontífice no encontro. “Nós entregamos, uma camisa da seleção brasileira autografada pelo Pelé, uma bola autografada pelo jogador Ronaldo, e uma coleção de livros sobre a história dos jesuítas no Brasil”, afirmou.

Sobre o último presente, a presidente ressaltou que é um reconhecimento sobre a importância dos jesuítas na formação do Brasil. Os quatro volumes da obra de Serafim Leite, História da Companhia de Jesus no Brasil, publicada por Edições Loyola, foi organizada pelo padre jesuíta Cesar Augusto dos Santos.

A obra representa o resultado de um trabalho exaustivo, com base no exame dos documentos arquivados pela própria Companhia de Jesus sobre informações e aspectos da vida jesuíta na fase colonial. História da Companhia de Jesus no Brasil constitui também o maior acervo de informações reunidas a respeito da obra jesuíta no Brasil, descrita com rigor, ao longo do tempo e do espaço, com citação das fontes manuscritas e bibliográficas.

Na coletiva de imprensa, Dilma falou também que ficou surpresa em saber que os jesuítas trouxeram, antes de Charles Miller, o futebol para o país. “Eu recebi outro dia um livro, de um pesquisador da Unicamp. O livro é interessante, ele coloca a seguinte polêmica: quem é que trouxe o futebol para o Brasil?. Nós todos, até recentemente eu, até ler este livro, achava que era o Charles Miller. E, ele diz o seguinte: não foi o Charles Miller. O futebol chegou ao Brasil através dos jesuítas”, contou a presidente.

Confira a coletiva de imprensa completa:

 

Fonte: blog.planalto.gov.br/ Foto: Roberto Stuckert Filho/PR (g1.globo.com)