Irlanda reabrirá Embaixada na Santa Sé

Representação diplomática está fechada desde 2011

O governo irlandês reabrirá em 2014 a Embaixada junto à Santa Sé, fechada em 2011 por motivos econômicos. O cardeal Sean Brady, arcebispo de Armagh e primaz da Irlanda, aplaudiu a decisão.

“Congratulo-me com a decisão do governo em reabrir a Embaixada da Irlanda junto à Santa Sé”, afirmou num comunicado o cardeal. “Enquanto a embaixada esteve fechada desde novembro de 2011, é importante reconhecer que as relações diplomáticas entre a Irlanda e a Santa Sé sempre continuaram”, ressaltou.

Para o cardeal Brady a decisão também está ligada ao diálogo positivo entre a Igreja e a Irlanda. “Com base no nosso compromisso comum em prol da justiça, da paz, da eliminação da pobreza, do desenvolvimento internacional e da tutela do meio-ambiente, devemos nos empenhar para continuar a colaboração entre a Irlanda e a Santa Sé pelo bem comum”.

A Irlanda tinha um Embaixador junto à Santa Sé desde 1929. Em novembro de 2011, a representação diplomática foi fechada pelo governo sob a justificativa de contenção de gastos, solicitada um ano antes pela União Européia e pelo FMI (Fundo Monetário Internacional). Neste período, as relações diplomáticas entre Santa Sé e Irlanda foram confiadas a um Embaixador não-residente.

O Ministério de Assuntos Exteriores da Irlanda explicou em um comunicado, que a presença diplomática no Vaticano terá “somente uma pessoa”, cujas atividades serão voltadas para questões de “desenvolvimento internacional”. A reabertura da Embaixada – acrescentou o comunicado – “permitirá que a Irlanda trate diretamente com a liderança do papa Francisco sobre assuntos relacionados com a erradicação da pobreza, a fome e os direitos humanos”

Além do Vaticano, a Irlanda abrirá representações diplomáticas em Bangkok, Jacarta, Zagreb e Nairóbi e novos consulados em São Paulo, Hong Kong e Austin.

Fonte: www.news.va