Faltam 200 dias para o bicentenário de restauração da Companhia de Jesus

A leitura do documento que restaurou a Ordem religiosa aconteceu no dia 7 de agosto de 1814

La gloria de S. Ignacio, fresco de Juan Bautista Gaulli, Igreja de Jesus, em Roma.

A contar de hoje, 20 de janeiro, faltam exatamente 200 dias para o bicentenário de restauração da Companhia de Jesus. Com o slogan Dois períodos de uma mesma história, num mesmo Espírito, a Ordem religiosa no Brasil iniciou, em 31 de julho de 2013, dia de Santo Inácio de Loyola, as comemorações deste importante momento histórico.

A Companhia de Jesus foi iniciada por Inácio de Loyola e seus companheiros em 1534, e reconhecida em 1540, pelo papa Paulo III. A Ordem religiosa passou por seu pior momento entre 1773 e 1814, quando foi supressa na Europa e em seus domínios, permanecendo apenas na Rússia e na Prússia.

Apesar da supressão, os jesuítas conseguiram manter sua fé e, atualmente, a Companhia de Jesus é reconhecida como uma das maiores Ordens religiosas da Igreja Católica. “A supressão da Companhia de Jesus por 41 anos interrompeu mais de dois séculos de muito vigor, entusiasmo e criatividade apostólicas da Ordem religiosa. No entanto, esse fato não conseguiu sufocar o Espírito que está na origem da sua existência”, explica o padre Carlos Alberto Contieri, coordenador das comemorações do bicentenário da restauração da Companhia de Jesus no Brasil.

O processo de restauração da Ordem aconteceu de maneira gradual. E, na manhã do dia 7 de agosto de 1814, o papa Pio VII celebrou a missa no Altar de Santo Inácio, em Roma. Após a cerimônia, que teve a presença de todos os cardeais da cidade e de cerca de 100 jesuítas sobreviventes da supressão, foi feita a leitura da Bula Sollicitudo Omnium Ecclesiarum, que restaurava a Companhia de Jesus em todo o mundo.

Durante todo o ano de 2014, as obras da Companhia de Jesus vão comemorar o bicentenário de restauração, por meio de atividades e eventos. Foram organizadas também duas exposições: Jesuítas nas Fronteiras, em São Paulo, e Jesuítas: Paixão e Glória, que percorrerá diversas cidades brasileiras.

Além disso, será realizado um Simpósio Nacional sobre o bicentenário da restauração, entre os dias 8 e 10 de maio, em São Paulo. O encontro prevê a participação de importantes intelectuais do Brasil e do exterior, que têm a Companhia como foco de suas pesquisas. A reunião desses pesquisadores deverá fomentar o debate em diferentes áreas do conhecimento.