Portugal tem novo provincial

Jesuíta José Correia foi nomeado pelo Pe. Nicolás

O padre José Frazão Correia foi nomeado como novo provincial dos jesuítas em Portugal pelo superior geral da Companhia de Jesus, Pe. Adolfo Nicolás. O jesuíta assume a nova missão no lugar do Pe. Alberto Brito, no cargo desde 2011. A tomada de posse para o mandato de três anos está marcada para 19 de março, em Lisboa, revela um comunicado publicado pela Província Portuguesa da Companhia de Jesus.

O novo provincial destacou dois aspetos da missão: ajudar os membros da Província a “configurarem na realidade, o seguimento de Jesus”, e terem a capacidade de, “com um olhar convertido, reconhecerem Deus em todas as coisas”. Envolver todos os membros da Companhia de Jesus e todas as obras na missão, em todas as suas diversas formas, social, cultural, caritativa, evangelizadora, educativa, é outro ponto que o padre José Frazão Correia espera concretizar.

“No fundo, o provincial é também um encorajador, um facilitador, alguém que fortalece, que possibilita a realização da missão, a realização do reino de Deus de acordo com a inspiração retirada dos exercícios espirituais e da leitura das necessidades”, comenta Pe. José Frazão, que conta com a inspiração do papa Francisco.

Segundo Pe. José Frazão o papa Francisco veio ‘despertar’ na Igreja Católica e nas ordens religiosas “a necessidade de não ficarem onde estão”. De acordo com o jesuíta, o papa tem a força irresistível da autenticidade, uma palavra muito simples, facilmente compreensível, mas também um modo de fazer, um estilo de ser, que desinstala, que provoca, que mexe com muitos hábitos que acabam por cair na inércia, intraeclesiais, mas também culturais e sociais”.

A província portuguesa da Companhia de Jesus, que atualmente abrange Portugal e Moçambique, foi a primeira a ser criada a nível mundial, em 1546, seis anos depois da fundação da congregação, por Santo Inácio de Loiola.

O padre José Frazão Correia nasceu em 1970; licenciou-se em Filosofia na Faculdade de Filosofia da UCP, em Braga, e em Teologia na Universidade Gregoriana, em Roma; fez o Mestrado em Teologia Fundamental no Centro Sèvres, em Paris, e doutorou-se em Teologia Fundamental na Universidade Gregoriana, em Roma, em 2010. Era atualmente superior da Comunidade Pedro Arrupe (casa de formação de estudantes jesuítas) e professor na Faculdade de Teologia da UCP, em Braga.

Fonte: Rádio Vaticano/ www.catolicanet.com.br