Adolescentes da CAJU participam de seminário em Campo Grande

Políticas Públicas para a Juventude foi um dos temas discutidos durante o evento

As jovens Maria Luiza Nunes, 16, e Thaís Braga de Oliveira, 15, a convite da CAJU (Casa da Juventude Padre Burnier) participaram do IX Seminário Estadual da Juventude, nos dias 15 e 16 de novembro. O evento, que aconteceu em Campo Grande (MT), no Instituto São Vicente, é fruto dos Projetos Viva Menina e Ponto de Cultura: História Cultura e Ação, desenvolvidos pelo IBISS/CO (Instituto Brasileiro de Inovações Pró-Sociedade Saudável do Centro-Oeste). 

O IX Seminário Estadual da Juventude discutiu junto com cerca de 100 jovens e adolescentes, as Relações Sociais de Gênero e Feminismo, os Direitos Sexuais e Diversidade Sexual, os Direitos Reprodutivos, o Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e as Políticas Públicas para a Juventude.

Para as adolescentes, a participação foi muito importante, pois puderam aprofundar discussões de temas que já são assuntos debatidos em seus lares. Thaís diz que tudo em sua casa é conversado e que não há segredos e nem tabus. Já Maria Luiza conta que aprendeu que todos têm direitos iguais, o direito de escolher o que quer fazer sobre a própria sexualidade.

Segundo Lidiane Kasiorowski, socióloga, coordenadora do projeto Viva Menina e organizadora do evento, o maior objetivo do Seminário foi ajudar no desenvolvimento do protagonismo dos jovens e adolescentes, para que esses possam atuar politicamente com autonomia e criatividade na defesa e na garantia de seus direitos, respeitando os interesses individuais e coletivos.

Lidiane argumentou que é importante que meninas e meninos, desde cedo, sejam habilitados frente às adversidades sexuais e assim desenvolvam a sua capacidade de mobilização e organização frente às políticas públicas para a juventude. “Para discutir direitos com esse público é importante também levar em consideração as relações sócio-culturais e históricas, pois estabelecem formas de ser e de se relacionar da pessoa humana”, reforça.

As bases de todo o trabalho dos Projetos Viva Menina e do Ponto de Cultura: história Cultura e Ação são pautadas no recorte de gênero, sexualidade, afetividade e protagonismo juvenil para o desenvolvimento da consciência crítica. O Seminário é fruto de uma parceira da CAJU e os projetos Viva Menina e Ponto de Cultura: História Cultura e Ação, desenvolvido pelo IBISS/CO.

Inédito

O passeio foi uma aventura para as duas adolescentes da CAJU. Elas viajaram pela primeira vez de avião e puderam vivenciar outras realidades. “As pessoas foram acolhedoras, fomos bem recebidas e isso mexeu muito comigo”, lembra Maria Luiza, que participa da Oficina de Teatro na CAJU. A jovem ainda se recorda que se emocionou ao ver o movimento teatral realizado pela juventude de Campo Grande. “Foi lindo, realmente é tocante a qualidade de trabalho exibido”, comenta Maria Luiza.

Para Thaís, estudante da Oficina de Dança de Rua, a participação no IX Seminário Estadual da Juventude fez com que ela viajasse pela primeira vez sem a família. A permissão só veio depois que todos os parentes opinaram sobre o assunto. Todo cuidado serviu para unir mais a família que passa por um momento de dor. “Viajei sozinha e um momento especial, pois há cinco meses perdi meu pai. Minha mãe ficou preocupada com minha segurança. Temia que fosse atropelada como ele”. Depois de garantir para família que fotografaria todos os lugares que conhecesse e enviasse as imagens pelo celular, Thaís pôde fazer as malas.

 

Fonte: CAJU