Programas da FEI levam alunos para estudar no exterior

Ciência sem Fronteiras e parcerias com instituições internacionais oferecem bolsas de estudo em mais de 30 países

Alunos do curso de Engenharia de Produção da FEI que estão estudando no Institut Catholique des Arts et Métiers (ICAM), na França

Cada vez mais o mercado exige profissionais bem preparados. A oportunidade de cursar um semestre no exterior pode trazer inúmeros benefícios aos universitários, em conhecimento e cultura. O Centro Universitário da FEI possui acordos com diversas universidades da América Latina, Estados Unidos, França e Alemanha, inclusive para dupla diplomação e programas de extensão. Somando todos os acordos e o programa Ciência sem Fronteiras, os alunos da FEI dispõem de mais de 30 destinos possíveis para intercâmbio. As bolsas são concedidas por mérito de desempenho acadêmico.

Por meio do Ciência sem Fronteiras, a FEI envia semestralmente cerca de 50 alunos para universidades no exterior. Para o primeiro semestre de 2014, este número aumentou: 60 estudantes já estão homologados para viajar. Além desse programa, a FEI mantém convênios com as instituições de ensino da Associação de Universidades Confiadas à Companhia de Jesus na América Latina – AUSJAL. Os acordos compreendem desde a troca de conhecimento até intercâmbios de alunos e programas de pós-graduação. Um exemplo é o acordo com a Pontifícia Universidade Católica do Equador – PUCE, pelo qual a FEI tem ministrado cursos para os alunos de pós-graduação da Instituição. Ainda pelo convênio com a AUSJAL, dois alunos brasileiros estão no México atualmente.

Entre outras parcerias já existentes estão: os convênios para dupla diplomação para Engenharia de Produção com o Institut Catholique des Arts et Métiers – ICAM, na França; com o Conservatoire National des Arts et Métiers – CNAM (foto ao lado), também na França, para doutorado em Administração; e com o New York Institute of Technology – NYIT, dos Estados Unidos, para os cursos de Engenharia, Administração e Ciência da Computação. A FEI também mantém acordos com o Instituto de Tecnologia de Karlsruhe, na Alemanha, e com a Universidade de Alicante, na Espanha. A Instituição pretende ampliar seu processo de internacionalização nos próximos anos.

Fonte: FEI